Messi está com ciúmes do sucesso de Neymar? Pelo jeito, sim!

Lionel Messi é indiscutivelmente o melhor jogador do mundo. Talvez, o argentino não leve o prêmio da Fifa em 2013, pois a temporada do Barcelona não foi tão brilhante como em outros anos. O camisa 10 também sofreu com algumas lesões, mas mesmo assim ainda bateu vários recordes. Eu votaria em Cristiano Ronaldo, mas o troféu deve mesmo ficar com o francês Ribéry, mas isso é discussão para outro post…

Dito que não se discute a qualidade técnica de Messi, podemos começar a análise sobre o que mudou na vida do craque após a contratação de Neymar pelo Barcelona. O jovem brasileiro chegou à Espanha provocando um grande barulho, ainda mais depois que recusou uma proposta do Real Madrid, que seria muito mais vantajosa financeiramente do que o contrato com o clube catalão.

O Barcelona veio buscar Neymar para ter uma opção para o lugar de Messi como protagonista da equipe e acabar com a dependência do argentino. Além disso, o camisa 11 é um jogador muito mais midiático e poderá dar um retorno financeiro bem maior, já que o companheiro de equipe é introvertido e faz mais a linha bom moço e pai de família.

Neymar, sempre com o discurso correto que chegou para ajudar Messi a continuar sendo o melhor do mundo (a gente finge que acredita, tá?), encantou os espanhóis. O brasileiro chegou a ficar tímido ao jogar lado do ídolo, mas se soltou e cada vez mais mostra o seu talento nato.

Com isso, o ex-santista precisou apenas de algumas partidas para começar a ameaçar o posto de protagonista de Messi no Barcelona. No clássico contra o Real Madrid, Neymar entrou ligado e foi acionado constantemente pelos companheiros de equipe, sendo o responsável pelos principais lances do duelo.

Nos jogos seguintes, Neymar continuou mostrando o bom futebol, enquanto Messi sofreu com um jejum de quatro jogos sem marcar. Deveríamos dizer de “SÓ” quatro jogos, porém como isso é raro na vida do melhor do mundo, a crise começou a rondar.

Para acabar com a fumaça, Messi se reuniu com os principais líderes do Barcelona e pediu uma força para os companheiros, gostaria de voltar a ser importante e decisivo.

O resultado? Na vitória contra o Milan pela Liga dos Campeões no meio de semana, só deu Messi. Muitas vezes Neymar estava livre na ponta esquerda, mas os outros nove jogadores do Barça só “aceitavam” passar a bola para o argentino.

Parece que o grupo entendeu que estava rolando um ciúmes do craque do time e insistiu com ele, até que ele mostrasse todo o seu talento com dois gols e ganhasse a capa dos jornais na Espanha:

messi

Messi será para sempre um fora de série, está no seleto grupo dos gênios do futebol e já faz parte da discussão de quem foi melhor: Messi ou Maradona? Apesar disso, e de acreditar que ele ainda fará coisas de outro planeta, o auge passou.

Neymar chega com fome de bola, para realizar o sonho de ganhar a Bola de Ouro da Fifa e sacramentar seu lugar na história do futebol mundial. O brasileiro, porém, jamais poderá esquecer que o Barcelona ainda é o time de Messi, que manda e desmanda nos companheiros, e terá de ter praticamente 100% de aproveitamento nos lances para ser “o” cara do jogo.

De qualquer maneira, tem espaço para os dois no time e que essa brigue fique para os adversários. Afinal, quem para a dupla Messi e Neymar?



Queria ser atleta, não rolou, então virei palpiteira!