Massa compara: ‘Ferrari é passional, Williams é racional’

Felipe Massa teve a primeira oportunidade de guiar o carro da Williams, no terceiro dia de testes de pré-temporada da Fórmula 1 .

Sentindo as diferenças da tradicional e passional equipe vermelha, para a historica e azul equipe inglesa, aos poucos Felipe vai poder fazer a transição por completo.

E teve bons resultados no treino de hoje,superando Alonso e sua Ferrari.

O brasileiro deu uma entrevista ao site oficial da categoria.

Screen shot 2014-01-30 at 4.44.58 PM

Veja o que Massa falou :

“Ferrari: emocional. Williams: força. Um pequeno problema na Ferrari se transforma num grande problema. Na Williams, ele se mantém do mesmo tamanho. O jeito de aceitar problemas é diferente para os ingleses.”

“Com certeza é uma grande mudança. O jeito de ser é muito diferente. Ingleses e italianos são muito diferentes. Apesar de ter pessoas de diferentes nacionalidades na Ferrari, o jeito que as coisas são feitas são genuinamente italianas, é algo muito latino, muito emocional. Você nunca verá um italiano falando sem sacudir as mãos, enquanto os ingleses são muito precisos e corretos em tudo. Estou muito feliz com essa mudança, e a maneira como a Williams me abraçou é muito agradável. Acho que escolhi a hora certa. Estamos entrando numa nova era da F-1, e isso cai bem com uma mudança pessoal.”

“A Williams tem tudo o que é preciso para renascer. Tem uma fábrica sofisticada, o melhor túnel de vento, boas pessoas. Tudo para ter sucesso novamente, e esse é o fator número um. O segundo é fazer isso funcionar. Você tem os ingredientes, agora é hora de assar a torta. O time está pronto. Não é suficiente trazer um novo piloto e esperar que ele mude a situação. É um esforço que todos temos que fazer juntos.”

“A Williams aumentou seu quadro de funcionários com excelentes profissionais em todos os departamentos. E isso é muito importante se você deseja voltar à estrada do sucesso. De todas as opções que eu tinha, a Williams era a única que estava trazendo novas pessoas, e isso me convenceu que está fazendo tudo certo para ser competitiva de novo. Todas as outras equipes com as quais conversei estavam perdendo. A Lotus, por exemplo, está perdendo muitos engenheiros, e isso mostra que a situação não é fácil. A Williams está investindo. Eles são multicampeões. Eles sabem fazer. Nós, agora, devemos fazer isso novamente.”

“Esta será a primeira vez na minha carreira na F-1 que correrei num carro de um motor diferente que o da Ferrari. Estou muito ansioso com os motores Mercedes. O jeito que eles trabalham é inacreditável. Estou muito feliz. Isso fará muita diferença para sermos competitivos de novo.””

“Direi tudo que sei! Farei de tudo que posso para ajudar o time a ser competitivo de novo, porque também quero isso para mim. A melhor coisa que pode acontecer agora é essa.”

“Nunca. Quando eu sentir isso, paro de correr na F-1. Quando você perde a fome de sucesso, é porque não está mais correndo com o coração preenchido. Estar por estar não faz meu estilo. Quero vencer de novo. E a Williams quer o mesmo, e é por isso que nossos caminhos se encontram. A Williams sente falta de vitórias, eu sinto falta de vitórias. Esse é um bom ponto de partida “”

 

Screen shot 2014-01-30 at 4.44.35 PM

Confira os tempos desta quinta-feira em Jerez

1. K. Magnussen (DIN/McLaren-Mercedes) 1min23s276, 52 voltas

2. F. Massa (BRA/Williams-Mercedes) 1min23s700, 47 voltas

3. L.Hamilton (ING/Mercedes) 1min23s952, 62 voltas

4. J. Button (ING/McLaren-Mercedes) 1min25s030, 40 voltas

5. F. Alonso (ESP/Ferrari) 1min25s495, 58 voltas

6. N. Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) 1min26s096, 17 voltas

7. J. Vergne (FRA/Toro Rosso-Renault) 1min29.s915, 30 voltas

8. A. Sutil (ALE/Sauber-Ferrari) 1min30s161, 34 voltas

9. R. Frijns (HOL/Caterham-Renault) Não marcou tempo, 10 voltas

11. M. Chilton (ING/Marussia-Ferrari) Não marcou tempo, 5 voltas

10. D. Ricciardo (AUS/Red Bull-Renault) Não marcou tempo, 3 voltas

 

por Fraja8



Redação do Torcedores.com