Carta polêmica a Neymar pode gerar impeachment de presidente do Santos

A polêmica carta assinada por Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, que autorizou Neymar a negociar com qualquer clube do mundo em 2011, pode provocar o impeachment do presidente licenciado do Santos. Na reunião extraordinária do Conselho Deliberativo do clube para tratar do caso Neymar, os conselheiros enfatizaram que a diretoria já tem subsídios suficientes para exigir a renúncia do mandatário, que está afastado por problemas de saúde.

“Fui coordenador da chapa deles (Laor e companhia). Votei nele quatro vezes, mas perdi a confiança nele como líder e presidente. Ele não tem mais a menor condição de permanecer à frente do Santos. O que ele faria de bom para o bem do Santos, assim como o presidente do Barcelona, seria renunciar”, desabafou Fábio Pierre, que faz parte do Conselho Fiscal do clube.

“Essa diretoria (Luis Alvaro) foi a que mais arrecadou e que mais vendeu jogadores. Hoje o presidente (Odílio Rodrigues) tem que procurar moeda no caixa para sobreviver. Um absurdo. Foi uma soberba enorme no primeiro mandato. O presidente (Luis Alvaro) mentiu sempre. O Odílio demonstra seriedade, e tem material suficiente para iniciar o processo de impeachment”, disse José Rubens Marino, ex-diretor e um dos conselheiros mais influentes do clube.

Além de Luis Alvaro, os conselheiros também pediram a demissão da advogada do clube, Vanessa Palhinha. Isso porque a rubrica dela aparece no documento ao lado das assinaturas de Laor, Sandro Rosell, presidente do Barcelona na época, Josep Maria Bartomeu, atual mandatário do clube catalão, e de Neymar da Silva Santos, pai do atacante.

 

Neymar divulgou carta do Santos nesta quarta-feira

 

Veja a noticia completa no UOL



Redação do Torcedores.com