Mario Gobbi nega relação com organizadas e quer mais segurança no CT

Depois do treino desta segunda-feira de manhã , primeiro dia de treino no CT Joaquim Grava após a invasão dos torcedores no último sábado, Mário Gobbi Filho, presidente do Corinthians concedeu uma entrevista coletiva.

Gobbi afirmou ter chegado de manhã ao CT para auxiliar na coleta de material das câmeras de segurança, registrar os nomes das vítimas e encaminhar ao 62º DP, delegacia responsável pelo caso.

Aqui oque o presidente do Corinthians falou –

“Esta gestão não possui relação com organizadas. Depois do que aconteceu no sábado, não há a menor intenção de diálogo com as torcidas, porque as coisas chegaram em um ponto em que está difícil qualquer início de conversa, As mágoas são profundas, e eu acho melhor as coisas seguirem cada qual ao seu lado. Mas posso garantir que o Corinthians não doa ingressos para ninguém. Ninguém recebe ingresso do Corinthians de graça para ir aos jogos. Ponto final, seja quem for”

“Vamos repensar a segurança, porque fomos pegos de surpresa. Tivemos protestos em todos estes anos, mas nunca atingiram esse patamar de ilícito penal. Parece que os sete anos de glórias que o Corinthians teve recentemente não bastaram para que essas pessoas, uma minoria, em torno de 200, enxergassem que o clube vive uma reformulação. Começamos uma reunião hoje (segunda-feira) cedo, um preâmbulo sobre as ações para melhorar a segurança. Até o fim da semana, vamos formar um conceito melhor e inibir esses fatos”



Redação do Torcedores.com