Assessora de Schumacher nega hospital caseiro, mas vê sinais de melhora

schumacher

Em coma há 94 dias, o heptacampeão Michael Shumacher não voltará para casa nos próximos dias para continuar o tratamento em um hospital que supostamente seria construído dentro de seu próprio lar.

Sabine Kehm, representante do alemão, negou veementemente que a mulher do jogador esteja construindo uma unidade de terapia intensiva em sua casa para removê-lo do hospital, dizendo se tratar de “boatos infundados”, mas deu boas notícias aos fãs.

A assessora do ex-piloto confirmou que Schumacher confirmou que o quadro clínico do alemão apresentou alterações.

“Há pequenos sinais que nos dão esperanças, mas sei que devemos continuar sendo pacientes”.

Schumacher já perdeu cerca de 20% de seu peso desde que sofreu o acidente e, segundo médicos especialistas, apresentará sequelas graves e definitivas, caso um dia acorde do coma em que se encontra.



Redação do Torcedores.com