Cícero força saída do Santos; lembre outros casos

O volante Cícero está com um pé no Fluminense. O jogador, que estava no Santos, não estava machucado, mas não enfrentou o Flamengo no fim de semana para não estourar a cota que permite transferências de clube no Campeonato Brasileiro. Em outras palavras: o jogador forçou a saída do Peixe.

Para continuar na Vila Belmiro, Cícero pediu R$ 500 mil por mês. Hoje, ele recebe “apenas” R$ 350 mil no Santos. Os R$ 150 mil de diferença fizeram com que o jogador se tornasse moeda de troca no clube do litoral paulista, apesar dos 11 gols marcados nos 22 jogos que disputou com a camisa alvinegra neste ano e de ser a principal referência da equipe do técnico Oswaldo de Oliveira.

DESTAQUES:
Mercado: Santos aceita proposta do Fluminense por Cícero
Opinião: Cícero terá despedida melancólica do Santos. E a culpa é dele

Com contrato até o fim do ano, ele só não saiu por falta de propostas. Até que surgiu o interesse do Flu, clube em que atuou entre 2007 e 2008, após se destacar pelo Figueirense. Como fez apenas seis partidas pelo Santos no Brasileirão, Cícero poderá atuar normalmente pelo Tricolor carioca.

Cícero, porém, não foi o primeiro (e nem será o último) jogador a forçar a barra para sair. Confira outros casos:

Foto: Flickr/Santos FC



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.