Copa: Confira um manual de etiqueta para o torcedor no escritório

Mesmo que as ruas não estejam pintadas como antigamente e que sejam poucos os carros com bandeirinhas, a partir de quinta-feira vai ter Copa. Se você é jornalista (como eu e os companheiros do Torcedores.com) ou qualquer fã de futebol que não teve a felicidade de tirar férias entre junho e julho, certamente vai perder alguns jogos por conta do expediente. Com sorte, vai ganhar um tempinho para acompanhar os duelos do Brasil.

Pensando em toda essa situação, o Torcedores.com ajuda você, amigo leitor, a aproveitar ao máximo a Copa no escritório. Fique de olho nas nossas dicas para se dar bem:

– NO JOGO DO BRASIL

É importante demonstrar um leve grau que seja de patriotismo. Não é hora de lembrar que faltam hospitais, falar de manifesfações e/ou greves. Se não quiser ficar com fama de chato, veja os jogos da Seleção Brasileira. Xingue o juiz sem medo, vale até abraçar o chefe na hora do gol. Cornetar o Felipão e o Neymar, desde que com extrema moderação (lembra dos vigilantes da chatisse? Então…) também pode. Assar uma carne e abrir aquela gelada continua proibido na maioria dos locais.

– NO TRAJETO TRABALHO/LOCAL ONDE VAI ASSTIR AO JOGO

É possível que você utilize ônibus, trens ou metrô no caminho para a casa da família, da rapaziada ou do boteco mais próximo. Se o caminho for longo, experimente falar “daquele drible do Neymar” ou “do gol que o Fred perdeu”. Você vai ganhar alguns bons minutos de papo para entrar no clima do jogo.

– NO TRABALHO ANTES DO JOGO

Vai ser difícil a hora passar até o fim do expediente reduzido na partida, não é mesmo? Aproveite para se informar. Veja as notícias e torça para aquele jogador da Alemanha ou de algum país com atletas de nome impronunciável tenha alguma problema. Falar “Schweinsteiger” sem se enrolar agrega valor à imagem de sabichão da Copa.

– TRAJES

Tudo bem que é Copa. Mas isso não é justificativa para exagerar no vede e amarelo. Seja discreto. Vale também para as mulheres: unhas metade verde e metade amarela pode não fazer tanto sucesso assim. O mesmo vale para rostos pintados. Se a chefia permitir, uma camisa da Seleção está de bom tamanho.

– MEU CHEFE NÃO LIBEROU/ESTOU DE PLANTÃO… E AGORA?

Na vida, só não existe jeito pra morte. Então não vai ser por causa do trabalho que va os esquecer a Copa, certo? Praticamente todas as rádios vão transmitir as partidas, principalmente as da Seleção. Aplicativos como o Live Score ajudam a não perder nada. E são inúmeros sites acompanhando os jogos em tempo real.

– O DIA SEGUINTE AO JOGO

Lembre-se (principalmente ANTES e LOGO DEPOIS da farra): Engov é fundamental para não se esquecer dos detalhes no dia seguinte caso a bebida seja muita. Manere na dose, não dirija se beber e preste atenção nas partidas para não falar bobagem na hora do café. Confundir o Marcelo com o David Luiz vai te passar a imagem de alienado no Mundial, o que não vai pegar bem com o pessoal da repartição.

– POSSO TORCER PARA OUTROS TIMES?

Deve. Embora a recomendação seja por um leve (LEVE! De 0 a 10, e, que Galvão Bueno é 10 e Maradona é 0, um 5 é mais do que aceitável) patriotismo, é importante acompanhar outras seleções. Gana, Austrália, Bósnia e Suíça são opcionais. Alemanha, Espanha, Itália, Argentina, Uruguai, Holanda, França e Portugal são praticamente obrigatórios. Programe-se.

– O BRASIL FOI ELIMINADO. ACABOU A COPA?

Sabe de nada, inocente. A Copa continua, ora. Até o dia 13 de julho. Aproveite o fim dos feriados para retomar os relatórios parados.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.