Desmentindo a desculpa esfarrapada dos Italianos após derrota para Costa Rica

Getty Images

Ontem acompanhei em Recife a zebra da zebra na Copa das Copas. Porque é mais fácil encontrar Felipão e Neymar em um avião durante o Mundial do que imaginar que a Costa Rica se classificaria por antecipação no Grupo da Morte.

Ainda mais vencendo a Itália.

LEIA MAIS
Veja cinco motivos que explicam o sucesso da Costa Rica

A Costa Rica ganhou pelo alto. Antes de marcar om Ruiz, de 1m88, tinha feito Buffon bufar em três lances de perigo pelo alto.

E a Itália perdeu porque não tem meio campo.

As únicas jogadas da Azzurra são as enfiadas de primeira de Pirlo para Balloteli.

Ontem ele deixou o único atacante da Itália na cara de Navas três vezes. Uma em impedimento.

Depois do jogo poucos italianos queriam falar da derrota.

Ou melhor, nenhum italiano quis falar da derrota.

O único que deu uma entrevista com mais de 10 minutos de duração foi o brasileiro naturalizado Thiago Motta.

E falou bobagemnas duas línguas que “discorso come nessun”.

Disse que o que vimos em campo foi uma Itália fisicamente acabada contra uma Costa Rica que manteve a pegada o jogo interior (certíssimo).

E isso por causa do calor de 31 graus que fazia por aqui em Recife. Estava claro que os centro-americanos estavam mais habituados a lidar com aquele tipo de situação (erradíssimo).

Basta pegar a escalação da “esquadra” costarriquenha para comprovar a falácia de Motta.

Dos 11 jogadores que o técnico Jorge Luis Pinto escalou, apenas dois atuam na Costa Rica

Um joga nos Estados Unidos.

Oito atuam na Europa. Em países como Dinamarca, Suécia, Bélgica, Noruega…

Estão mais habituados a ver um urso polar do que jogar sob um sol de 31 graus.

Sem falar que não vi a Alemanha reclamar do desgaste físico quando enfiou 4 a 0 em Portugal, às 13h, em Salvador

Nem a Holanda que meteu 5 a 1 na Espanha também na Bahia.

Muito menos a Franca e Suíça, que marcaram sete gols na mesmíssima Arena das Goleadas.

A verdade é que na véspera do jogo Ballotelli disse que nem sabia quem eram os jogadores da Costa Rica.

E, pelo visto, nenhum italiano sabia.

 



Bruno Monteiro é repórter da TV Bandeirantes. Já atuou também em diversos outros veículos de destaque, como o Portal UOL, Jornal Lance e Sportv.