Dupla promete percorrer o Brasil de carro para ver a Copa

copa
Divulgação

Eles são uma dupla de jornalistas, que já está colocando em prática um projeto intitulado Copa sobre rodas. Paulo Fabião e Giuliano Giovanetti prometem percorrer o Brasil de carro para ver a Copa.

“A principio, iríamos ver apenas os jogos em São Paulo, mas por conta da indisponibilidade dos ingressos, começamos a ver nas demais sedes, e encontramos em Salvador dois jogos bons e com datas próximas (Espanha x Holanda, Portugal x Alemanha). Com os ingressos garantidos, começamos a ver passagens aéreas, mas a minha vontade de cair na estrada rumo ao Nordeste falou mais alto, e começamos a estruturar a viagem de carro”, contou Giovanetti ao Torcedores.com.

“Viabilizamos pontos estratégicos de parada, porém não fixamos um itinerário perfeito”, explicou Giovanetti, o principal incentivador da ideia. Ele teve que convencer o seu amigo Paulo Fabião, que é cadeirante, a encampar o projeto.

A dupla de jornalistas percorrerá de carro, um Fiat Uno amarelo, cerca de quatro mil quilômetros nas estradas brasileiras. O itinerário foi constituído da seguinte forma: partida de São Paulo para Montes Claros (MG). Depois, passarão pelas seguintes cidades na ida. Vitória da Conquista (BA), Salvador (BA), Maceió (AL), Recife (PE), Caruaru (PE) e Campina Grande (PB – por conta das festas juninas), Natal (RN), Jericoacoara (CE) e Fortaleza (CE). Para voltar, eles pretendem passar pelas seguintes cidades: João Pessoa (PB), Aracaju (SE), Camaçari (BA), Porto Seguro (BA), Vitória (ES), Rio de Janeiro e São Paulo.

Paulo Fabião e Giuliano Giovanetti conseguiram se programar para não trabalhar durante a Copa porque são autônomos. Eles pretendem registrar a aventura com fotos, vídeos e textos em um site chamado Copa sobre rodas.

Giovanetti minimizou as dificuldades de locomoção que eles terão pelo fato de Fabião ser cadeirante. “Dificuldade sempre tem, às vezes é uma calçada, uma escada e por aí vai. Tivemos em frente ao estádio do Mineirão e aparentou bem adaptado. Já as cidades não creio que não será diferente do que encontramos normalmente: não estão preparadas”.

O jornalista falou sobre o que as pessoas acharam da sua ideia. “No primeiro momento, acham uma loucura, mas depois de falar sobre os jogos e a viagem, acabam nos apoiando”, explicou Giovanetti, que explicou o que precisa acontecer para que o seu projeto seja considerado bem sucedido ao final da Copa. “Claro que estaremos na torcida para o Brasil chegar no dia 13/07 no Rio de Janeiro, assim como nós que finalizaremos o projeto na capital fluminense”.



Jornalista de esportes desde 2005, com passagem pelo UOL e Terra. Editor de comunidades do Torcedores.com e blogueiro do renanprates.com