Felipão usará último treino para ‘incendiar’ seleção

Getty Images

Felipão conversará na próxima sexta-feira com a imprensa, três da tarde no Itaquerão. Depois a seleção vai fazer um reconhecimento do gramado.

Tudo normal numa Copa. O que Felipão vai dizer aos jornalistas do mundo? Não sei, mas desconfio. Vai fazer caras e bocas, desconversar – como se fosse difícil saber como o Brasil vai jogar – e dizer que o adversário é perigoso nas bolas aéreas e que joga mais que a Sérvia, mas parecido com ela. Nenhuma novidade, porque na verdade não há.

LEIA MAIS:
Felipão sempre soube o time. Com Oscar de titular

O que vai acontecer no particular é que pode mexer com os meninos. Time novo, onde ninguém foi campeão do mundo, terra fértil para as bruxarias do experiente Felipão.

Ele vai trabalhar forte a cabeça do elenco com vídeos, cartas, fotos, mensagens do povo, dos pobres, dos ricos, da família, enfim, vai fazer todo mundo saber o que se espera de um time desses, o que eles representam para seu povo, quem são eles.

Vai botar os caras em pé de guerra, falar do hino, da vida passada de cada um – que já foram pobres – e onde estão hoje. Vai contar como é duro chegar até aqui. E vai dizer a eles o que representa ser Campeão do Mundo de Futebol.

O que é ser elite. Hoje o Brasil treinou, foi somente à tarde, um treino normal de três gols. Dois de Neymar e um de Hulk. Não há mais nada a fazer. Não dá mais tempo.

Felipão, eu já disse aqui, não é um estrategista, é um especialista. Ele sabe muito mais botar fogo na lenha do que montar esquema táticos e práticos de futebol. Eu diria que ele apaga fogo com gasolina de avião.



Luiz Ceará é formado em Jornalismo pela PUCC-Campinas. Iniciou a carreira na Radio Cultura de Campinas e depois EPTV, filiada à Rede Globo. Trabalhou na TV Globo - SP, SBT, TV Século 21, TV Bandeirantes e RedeTV!, onde é repórter e comentarista. Participou da cobertura de 4 Copas de 3 Olimpíadas.