Godin, heroi do Uruguai na Copa, já foi atacante

Uefa
Getty Images

O destino escreve a história das pessoas e com Diego Godin não é diferente. O autor do gol que deu o título espanhol para o Atlético de Madrid nesta temporada, também quase foi o responsável por dar a Champions League para os Colchoneros. O cumprimento desta última missão, no entanto, Cristiano Ronaldo, Marcelo, Bale e Sergio Ramos impediram.

Mas o cara nasceu predestinado a grandes feitos e contra a Itália, mais uma vez, ele provou isso. Com um ombro miraculoso, o capitão da celeste não subiu mais do que todo mundo, embora tenha subido melhor do que os seus adversários e conseguido colocar a bola para o fundo da rede. O gol foi suficiente também para colocar o Uruguai nas oitavas de finais da Copa do Mundo e trazê-la de volta ao Maracanã.

O curioso disso é que o hoje zagueiro-artilheiro começou sua carreira justamente jogando na frente. Aos 15 anos de idade, Godin iniciou sua jornada nas divisões de base do Defensor Sporting, da sexta divisão uruguaia, como atacante, porém, o destino o fez recuar cada vez mais até firmá-lo como zagueiro no Cerro, em 2003. Lá foram três anos de bons serviços em um total de 64 partidas e 6 gols marcados.

Depois, Godin transferiu-se para o Nacional (2006-2007), Villarreal (2007-2010) e hoje defente o Atlético de Madrid (desde 2010), pelo qual em 164 partidas já marcou 14 gols.

Crédito da foto: Getty Images