Não vou a um jogo de Copa para gritar o nome do meu time

Getty Images

Ontem fui ao meu primeiro jogo de Copa. Achei uma experiência única, que prometo contar em um outro post. Mas teve algo que me incomodou: ver tantos torcedores brasileiros fazerem questão de gritar o nome do time que torcem. Desculpe, mas não vou a um jogo de Copa para gritar o nome do meu time.

Vestir a camisa do seu time em um jogo de Copa, acho muito certo. Até fui com a camisa do meu. Vi várias camisas de time, desde as mais previsíveis até as mais inusitadas, como do Bangu. Mas você está lá, num cenário que só se repete de quatro em quatro anos. Tendo a oportunidade de interagir com torcidas de outras seleções – no caso de ontem, sul-coreanos e belgas. Tendo a chance de ter contato com culturas diferentes e até aprender um pouco sobre elas. E aproveita esse momento único para…gritar o nome do seu time???

Belgas e sul-coreanos, a meu ver, estão entre as torcidas carismas da Copa. Pude acompanhar a partida perto de vários torcedores da Bélgica. E me chamou atenção que um dos gritos de guerra deles era inspirado na música Aquarela do Brasil. Achei genial. E pensar que se um dia a Copa for na Bélgica, os brasileiros vão lá só para retribuir a gentileza e cantar…SOU BRASILEEEEEEEEIRO, COM MUITO ORGUUUUULHO.

Ontem pude ver a vontade de mostrar a paixão pelo time que torce em várias oportunidades. O jogo era no Itaquerão, estádio do Corinthians. Logo, os corintianos aproveitaram a oportunidade para marcar território: “Timão, ê ô”, gritaram. Receberam vaias de parte da plateia (que claramente torcia para um time rival). Na saída do jogo, começou uma ‘competição’ no metrô entre os que exaltavam o Corinthians e os que xingavam o Timão. Os corintianos também devolveram xingamentos a palmeirenses e são-paulinos. Ainda bem que ficou só nisso e não descambou para a violência.

Admito que a pouca qualidade técnica mostrada por belgas e sul-coreanos durante a partida ajudou a propiciar situações desse tipo. Mas fico com a opinião dada pelo um amigo que foi ao jogo comigo: “Estou num jogo de Copa. Amo meu time. Mas aqui não é lugar pra ficar mostrando isso”.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista de esportes desde 2005, com passagem pelo UOL e Terra. Editor de comunidades do Torcedores.com e blogueiro do renanprates.com