O melhor caminho para Fabregas é voltar para casa – no Arsenal

Depois de realizar o sonho de vestir a camisa do seu time do coração, o Barcelona, e jogar no Camp Nou sem muito sucesso, Cesc Fabregas pode estar voltando a Premier League, e causando ‘briga’ nas equipes de Londres.

Capitão e amado pelo Arsenal desde jovem, Cesc recebeu uma proposta ‘indecente’ do Chelsea de mais de R$ 100 mi, aproveitando o espaço deixado pelo Frank Lampard, que está acertando sua ida para o New York FC. Segundo o tradicional jornal britânico Mirror, Cesc, até já teria acertado salário com a equipe do técnico Mourinho.

Destaques
Saiba como comprar ingresso para a Copa; ainda dá tempo
Acha o Fuleco ruim? Conheça cinco mascotes de Copa do Mundo ainda piores

Cesc se transferiu para o Arsenal com 16 anos e logo fez sua estréia na Premier League, segurando uma posição na equipe titular e nos corações dos torcedores dos Gunners, se transformou no principal jogador de meio de campo, colaborando com passes precisos e lindos gols. O catalão se tornou o mais jovem capitão da história do Arsenal, quando herdou a braçadeira do francês Gallas, com apenas 19 anos.

Não gosto da ideia de um ídolo que era o capitão se transferir para um rival, seja de fora ou da mesma cidade, quando um jogador chega a ‘Capitão’, é porque ele significa muito para a equipe, tanto dentro, quanto fora de campo. O capitão é um ídolo, um líder e ‘traição’ é a última coisa que a torcida espera.

cesssc

Criado na La Masia, fez parte da histórica equipe e ‘Geração de 87’, que ganhou tudo nas categorias de base, e que contava com Gerard Piqué e Messi. E esse foi o problema, quando Piqué, seu melhor amigo, voltou do Manchester United, chamado pelo Pep Guardiola para substituir o mexicano Marquez, e voltou a jogar com o argentino.

O coração do Cesc bateu mais forte, seus colegas de ‘Geração de 87’ estavam brilhando no time principal, ganhando Champions, e ele ‘perdendo tudo’ no Arsenal. Bateu o pé, e exigiu a transferência para o Barça, que sonhava com ele desde sua saída para a capital londrina. Voltaria pronto e jogando muito. Só esqueceram de pensar aonde, Busquets, Xavi e Iniesta eram os intocáveis do meio de campo do Pep.

Acho que agora é hora do Cesc assumir a posição do ‘mito’ Xavi e deixar florar todo seu futebol. Mesmo com 27 anos, Cesc ainda tem muito futebol nas pernas, e realmente ficar na reserva não é o ideal para um craque como ele, mas terá que ter paciência e esperar o momento certo.

Na minha opinião deveria ficar no Barcelona e conseguir realizar seu objetivo, que é ganhar uma Champions League com sua equipe do coração. Caso o catalão queira aproveitar o ‘mercado’ e como ainda está valorizado pode sair, deveria ir para o Arsenal, que é a sua casa fora da Catalunha.

O Arsenal precisa do Cesc e o Cesc precisa do Arsenal

cescmirror

 

fotos: Getty Images



Sou amante e estudioso de esportes! Nasci em São Paulo, estudei em Los Angeles, NY e fiz pós-graduação em Barcelona, sempre acompanhando de perto as competições esportivas pelo mundo.