Opinião: Brasil não tem tática

Qual é a tática do Brasil? 4-3-3, 3-5-2, 4-2-3-1? Não: isso não é tática, e sim formação. A tática tem a ver com as metas, o estilo de jogo, as armas e a estratégia.

O Felipão nunca foi um técnico de grandes táticas. O seu forte é o “olho no olho”, a motivação e, claro, o improviso. Sim. o nosso técnico também tem um ótimo olho pra escolher seus jogadores de confiança – pelo menos deu certo até hoje.

Destaques
Top 10: Qual será o melhor ataque da Copa 2014?
Veja 10 perfis para acompanhar a Copa pelas redes sociais
Fotos: Italianos foram embora da Copa, mas esposas deixarão saudade

Felipão teve sucesso nas equipes que passou, na Copa de 2002 e com Portugal em 2004 e 2006. Lá teve a grande sacada, que foi trazer o povo para perto da seleção. Ele exigiu as bandeiras na janela e foi atendido. Mesmo perdendo a histórica final da Eurocopa em 2004 em casa para a Grécia, conseguiu levar a equipe até as semifinais da Copa da Alemanha em 2006, feito conseguido somente pela lenda Eusébio, ainda como jogador.

O grande mérito do Felipão quando assumiu o Brasil, dois anos atrás, foi dar uma cara e personalidade a este time, coisa que Mano, técnico anterior, não tinha conseguido em dois anos. Ganhar a Copa das Confederações foi consequência de um bom momento, da expectativa e também dos adversários não estarem tão bem preparados.

Um ano depois, a seleção não evoluiu. Ou melhor: piorou. Sem tática e com uma estratégia duvidosa, a equipe se encontra perdida em campo, perdeu a marcação no campo do adversário e continua ‘dependente’ dos lances individuais do Neymar.

Contra a Croácia, depois de uma boa jogada do Oscar, Neymar conseguiu mesmo ‘errando’ o chute fazer o gol no cantinho do goleiro croata. No mesmo jogo, teve o duvidoso penal no Fred e gol de bico do Oscar. 

Contra o México, apesar da emoção do hino, Neymar conseguiu criar algumas chances, todas paradas pelo ótimo goleiro mexicano Ochoa. E contra o Camarões, melhor jogo do Brasil e Neymar, também pela fragilidade do adversário, o que vimos foram gols em falhas individuais em roubadas de bola na frente.

Não conseguimos ver uma tática específica. Qual é a tática do Brasil? Posse de bola como a Espanha? Contra ataque como a seleção do Dunga? Pressão na frente? Improviso não é tática.

A maioria das equipes vão jogar fechadas contra o Brasil. Não é o caso do Chile que, assim como o Brasil, também não tem um defesa 100% confiável.

Sabemos que o objetivo é ganhar a Copa do Mundo. Mas qual é a estratégia do Brasil? E quais as táticas para conseguir aplicar a estratégia para chegar ao objetivo. O público somos nós. Mesmo com a vitória sobre os Camarões, ainda estamos insatisfeitos.

Será que o Felipão vai ficar com os braços cruzados e não fazer nada?



Sou amante e estudioso de esportes! Nasci em São Paulo, estudei em Los Angeles, NY e fiz pós-graduação em Barcelona, sempre acompanhando de perto as competições esportivas pelo mundo.