Opinião: Colômbia só passa para segunda fase da Copa porque está em grupo fraco

Getty Images

Chega a ser surreal ver a Colômbia como cabeça de chave de grupo na Copa do Mundo. Mas assim quis a Fifa, portanto, não há choro nem vela que vai mudar a situação. E quiseram as bolinhas do sorteio que os sul-americanos ficassem na ponta do Grupo C, ao lado de Costa do Marfim, Japão e Grécia. E aqui vou dar uma de Polvo Paul: os colombianos só estarão nas oitavas de final porque estão em um grupo fraco.

Se com o atacante Falcao García o time já não era nada mais do que bom (mas não favorito), sem ele, a Colômbia vira coadjuvante. O principal jogador do time era o camisa 9 do Monaco. Sem ele, as esperanças estão com o meia James Rodríguez, também do Monaco, e o atacante Jackson Martínez, do Porto. Eles são rápidos, habilidosos e acrescentam alguma bossa ao time comandado pelo argentino José Pekerman.

Apesar de tudo, o principal adversário do time tricolor é lidar com a ausência do capitão. “[O peso da ausência é] Muito grande. Falcao é um grande jogador. Estamos tristes, mas ele é um homem forte, e tem que seguir em frente. Não podemos chegar a pensar que Falcao não vai jogar na Copa do Mundo. Temos que pensar na Copa”, afirmou James Rodríguez e, entrevista ao jornal “El Observador”.

Os rivais não estão em situação muito melhores. As melhores armas japonesas estão no meio de campo: Keisuke Honda, do Milan, e Shinji Kagawa, do Manchester United. Na Costa do Marfim, o atacante Didier Drogba, do Galatasaray, continua sendo “o cara” e principal referência de um time que conta também com o volante Yayá Touré, do Manchester City. A Grécia? Bem, a princípio vem fazer figuração no Brasil. Mas é lógico que o time pode surpreender.

Análise feita, vamos às previsões. A Colômbia deve se classificar em primeiro no grupo, com japoneses e africanos brigando pela segunda vaga, que ficará com os orientais. Nas oitavas… A dupla dá adeus ao Brasil. O cruzamento será feito com o Grupo D, que tem “apenas” Itália, Inglaterra e Uruguai. Aposto que os uruguaios eliminam os colombianos e que os britânicos despacham os japoneses.

Pelo time que tem e pelo desfalque de peso, já será uma excelente campanha para a Colômbia.



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.