“Pé-frio”, Maradona diz que não verá Argentina em Porto Alegre

Getty Images

Tachado de pé-frio por um dos dirigentes da Federação Argentina, o ex-jogador Diego Maradona disse que não verá Argentina em Porto Alegre, contra a Nigéria.

Em declaração dada no programa De Zurda, da TV Pública da Venezuela, em que ele é um dos apresentadores, Maradona explicou o porquê de não ir ao Beira Rio. “Não quero ser um problema. Não vou ao estádio. Quero só somar. Não desejo nada de mal para a Argentina”, declarou em texto reproduzido pelo Diário Olé.

LEIA MAIS:
Fotos: Ingleses esquecem eliminação com festa em Belo Horizonte
Copa tem invasão de ex-jogadores como comentaristas

Maradona não conseguiu entrar no Maracanã para a estreia da Argentina contra a Bósnia (vitória por 2 a 1), quando disse ter sido barrado na porta. No Mineirão, contra o Irã (vitória por 1 a 0), o maior ídolo da história do futebol argentino foi embora pouco antes do gol de Messi, o que fez o dirigente Humberlito Grondona ironizar no Twitter ao escrever que a Argentina ganhou quando os pé-frios foram embora – Maradona ficou tão irritado que mostrou o dedo do meio para Humberlito no programa De Zurda realizado horas depois da partida.

Argentina e Nigéria se enfrentam às 13h desta quarta-feira, em Porto Alegre, pela última rodada do grupo F da Copa. Os argentinos venceram os dois jogos que disputaram, contra Irã e Bósnia, e tem seis pontos conquistados. Os nigerianos empataram contra os iranianos e venceram os bósnios, ocupando a segunda colocação do grupo. Quem vencer a partida termina em primeiro na chave.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista de esportes desde 2005, com passagem pelo UOL e Terra. Editor de comunidades do Torcedores.com e blogueiro do renanprates.com