Qual é o certo para a seleção: oba-oba de 2006 ou rigor de 2010?

seleção
Getty Images

A seleção brasileira se apresentou para treinamentos há pouco mais de uma semana. E o que ficou de debate para os especialistas esportivos é o seguinte dilema: o que rende mais, o oba-oba da preparação para a Copa de 2006 ou rigor imposto por Dunga em 2010?

A redação do Torcedores.com consultou alguns de seus colaboradores, que teceram opinião sobre o tema. Confira o que eles dizem e veja se você concorda:

Marcello LimaMarcello Lima: Passando os dois amistosos, em Goiânia e São Paulo, o circo deve acabar e os treinamentos devem ser mais fechados, as entrevistas só nas coletivas diárias e as visitas só de vez em quando. Na semana final de preparação, e durante a Copa, acredito que os jogadores estarão totalmente focados e concentrados no único objetivo de conquistar a competição. Não será uma clausura como foi com Dunga nem a esbórnia de 2006 com Parreira. Leia mais

ceará2Luiz Ceará: Muita gente, parentes e amigos no domingo festivo na Granja. Muita badalação por parte de gente que mora nos arredores da Granja e que conseguiram chegar ao lado do gramado. E muita babação de ovo de repórteres e comentaristas e apresentadores. Os jogadores estão encantados. Foram hipnotizados e perderam o foco. Leia mais

Renan PratesRenan Prates: Se tivesse que escolher uma opção, acredito que o rigor imposto por Dunga em 2010 deixava a seleção mais focada, apesar de que os jogadores mostraram contra a Holanda uma ‘obsessão’ pelo título que acabou atrapalhando psicologicamente a equipe naquela derrota fatídica. Acho que o meio termo entre os dois casos seria mais viável.

Bruno GodinhoBruno Godinho: Por favor, Felipão, vamos ter mais consciência, vamos ter mais profissionalismo. Desde que a seleção se apresentou não se viu nada além de shows baratos de exibicionismo. Nossa seleção está estigmatizada por aquela derrota de 1950. Temos por dever, chegar até a decisão. Queremos ver um Brasil que jogue sério e que não ache que vai vencer a copa só porque venceu ou vencerá esses dois amistosos meia-bomba contra Panamá e Servia. Não podemos, não podemos, não temos o direito de errar! Leia mais



Redação do Torcedores.com