Seleção espanhola já vive clima de final de Copa

espanhola

O Mundial mal entrou na segunda rodada de jogos e a seleção espanhola já vive em clima de final. Depois de uma humilhante goleada imposta pela Holanda, a Fúria necessita ganhar do Chile para poder continuar viva no Mundial.

No entanto, nem uma vitória sobre o Chile e a Austrália garante a Espanha nas oitavas. La Roja precisa reverter o saldo negativo de gols para a classificação concretizar. Ou seja, a seleção espanhola precisa ganhar de um largo placar e torcer pela Holanda na última rodada.

LEIA MAIS
Australiano faz gol mais bonito da Copa até agora

Até o momento, as razões são para o pessimismo. A partir daqui, as razões são para a esperança. A Espanha merece crédito por ser bicampeã europeia e campeã mundial. Ainda há, como um fator positivo, o orgulho ferido de uma seleção que pode ser encontrado nos comentários dos jogadores.

Mesmo sendo considerada, no começo, uma seleção “feroz”, o Chile só conseguiu pressionar a Austrália nos primeiros 15 minutos e depois sofreu com as bolas paradas do Socceroos. Sem contar com a possível ausência de Vidal para o jogo contra a Espanha.

Vicente Del Bosque provavelmente fará pequenas mudanças no seu time. Koke no lugar de Xavi , Pedro no ataque, Juanfran como alternativa para Jordi Alba e Javi Martinez no lugar de Piqué, já que ele foi um dos piores em campo no último jogo.

O roteiro está montado para essa precoce final. O cenário será o Maracanã, o mesmo local da final do Mundial e o lugar que os espanhóis sonham estar no dia 13 de julho.