Soberania sul-americana ‘em casa’ pode cair em 2014

Um dos maiores tabus na historia das copas, senão o maior, diz respeito a invencibilidade de títulos de times Sul-Americanos quando jogam nas Américas.

Nunca deram chance aos Europeus de beliscar uma única taça que seja desde que a Copa do Mundo começou a ser disputada em 1930 no Uruguai.

LEIA MAIS
Fotos: Torcedoras gatas embelezam Alemanha x Portugal

E a recíproca seria verdadeira não fosse o Brasil de Pele, Didi, Garrincha e cia que ganhou em 1958 na Suécia, a dita exceção que confirma a regra.

O Brasil ainda conquistou a Ásia em 2002 e a Espanha foi a senhora da África em 2010.

Os Europeus já tiveram algumas oportunidades de vencer na terra dos descobridores  Colombo e Cabral: a então Tchecoslovaquia em 1962 no Chile contra o Brasil, a Itália em 1970 no México contra o Brasil, a Holanda em 1978 na Argentina e novamente a Itália contra o Brasil em 1994 nos Estados Unidos, todas devidamente evitadas por Brasil e Argentina.

Atualmente a hegemonia européia é total, nas ultimas duas copas só eles participaram da final, em 2006 Itália x Franca e 2010 Espanha x Holanda.

A Copa de 2014 apenas começou mas um ponto de interrogação já pinta em minha mente: seriam Brasil e Argentina capazes de parar a artilharia pesada que terão que enfrentar para manter o tabu?

Sim, pelo que vi ate agora, das seleções Sul-Americanas, só Brasil e Argentina têm condições de tentar evitar a quebra do tabu Europeu em solo Americano.

Não vejo Chile e Colômbia (segundas forcas no continente) indo muito longe na competição, Equador é café com leite e Uruguai decepção.

Dos Europeus, a Alemanha (só pra variar) chegou como favorita e jogou como tal contra Portugal, vai longe mais uma vez (minha favorita a chegar na final). Itália, Holanda e França também mostraram força na primeira rodada e ate mesmo a combalida Espanha ainda pode se recuperar do atropelamento e seguir em frente dando muito trabalho aos adversários.

Ou seja, são quatro ou cinco fortíssimas seleções brigando com Brasil e Argentina pela hegemonia do futebol Mundial.

Brasil e Argentina não me agradaram pelo futebol mostrado até agora e terão que melhorar muito, principalmente na compactação entre defesa e meio campo, no coletivo e na cobertura de seus laterais (no caso do Brasil) para enfrentar de igual para igual os Europeus. Têm a seu favor a torcida (sim, o jogo no Maracanã mostrou que os Hermanos invadiram o Brasil) bons valores individuais tais como Di Maria, Aguero, Oscar, Fred, e principalmente o craque Neymar e o extra-classe Messi.

O calor que até agora não jogou a favor dos Sul-Americanos, pode dar o ar da graça sendo, quem sabe, mais um fator favorável.

Torço por uma final entre Brasil x Argentina, seria histórico e sensacional, mas sinceramente acho que teremos um europeu (Alemanha minha favorita) contra Brasil ou Argentina na Final.

O “tabu das Américas” nunca esteve tão ameaçado de ser quebrado como agora em 2014!

PS – Independentemente de entorno de estádios inacabados, obras de mobilidade que mal saíram do papel, superfaturamento, incompetência no gerenciamento de dinheiro publico e afins, dentro dos estádios e dentro de campo, que é o que interessa aos amantes do futebol em geral, a Copa vem sendo sensacional!

Sem contar a mundialmente conhecida simpatia e hospitalidade do povo Brasileiro com os Gringos que cá estão!

Show de bola!

Ainda não perdi as esperanças de ver uma partida in loco, quem sabe até o final da competição!

Vamos falando!

Abraços!

Marcello Lima