Após tropeços, Cruzeiro é obrigado a vencer para se manter líder

Cruzeiro

Após os jogos contra o Botafogo e Criciúma, a diferença do Cruzeiro para o segundo colocado, diminui para dois pontos. O Internacional, novo vice-líder do Campeonato Brasileiro, venceu o clássico contra o Grêmio e chegou aos 28 pontos. A gordura acumulada durante o campeonato não existe mais, e agora o time é obrigado a vencer o Santos no próximo domingo, às 16h no mineirão, para continuar na liderança.

O confronto com o time da baixada é bastante equilibrado, na história do campeonato Brasileiro são 54 jogos, com 19 vitórias para cada lado e 16 empates. Porém nos últimos 10 jogos foram 4 vitórias santistas, 4 empates e apenas 2 vitórias celeste, o que coloca uma dificuldade a mais para o time da toca da raposa.

LEIA
Mesmo com tropeço, Cruzeiro segue líder; veja classificação do Campeonato Brasileiro

No campeonato de pontos corridos é fundamental ganhar os jogos em casa e somar o maximo de pontos possível fora. Porém, não se pode perder pontos, independente do lugar onde se joga, para times que estão lutando contra o rebaixamento. Neste sentido, o Cruzeiro tem agora a chance de vencer, em casa, os jogos contra Santos e Grêmio e deixar para trás dois adversários diretos pelo título.

O time não pode entrar no oba-oba da imprensa e achar que vai ganhar a qualquer momento. Não da para se acomodar pois hoje o esquadrão azul é o time a ser batido no campeonato.

Arbitragem

Em 2012 vimos acontecer, ainda que de forma velada, um favorecimento para o time do Fluminense, que disputava o título contra o Atlético Mineiro. Ano passado isto não aconteceu pela grande vantagem que o Cruzeiro conquistou, além de não termos um time de Rio ou São Paulo na disputa pelo título.

Nesta temporada, e especialmente no jogo contra o Criciuma, o time foi acintosamente prejudicado pela arbitragem com dois gols legítmos anulados pelo árbitro Jailson Macedo. Contra o Botafogo a entrada criminosa de Emerson Sheik no volante Henrique foi punida apenas com o cartão amarelo.

É preciso atenção da diretoria celeste para que estes “erros” constantes não prejudiquem a campanha do time no brasileirão.

Foto: Getty Images



Jornalista, amante do futebol e do Cruzeiro. Editor do Jornal a Voz.