Casillas: de ídolo a reserva contestado do Real Madrid

O experiente goleiro do Real Madrid, Iker Casillas, está vivendo o maior inferno astral de toda sua carreira. Após seguidas falhas na seleção espanhola e no próprio clube merengue, seu potencial está sendo questionado pela imprensa e pelo torcedores espanhóis.

Aos 33 anos, Casillas tem 24 anos de Madrid, passando por todas as categorias, e já disputou 678 partidas oficiais com a camisa do Real, conquistando 14 títulos de expressão pelo clube. Figura entre os maiores ídolos da história da equipe.

LEIA MAIS
Liverpool tenta, mas ouve que Falcão pode ir para o Real
Confira como seria a seleção da Catalunha caso a região se separasse da Espanha
Top 10: Brasileiros que defenderam outra seleção

Mas como dizem por ai, o torcedor tem memória curta. Hoje o goleiro está sendo execrado por grande parte da torcida devido as seguidas falhas. Só nesta pré-temporada Casillas foi responsabilizado pela derrota no amistoso contra o Manchester United. Na temporada passada, falhou na final da Champions League, chegando a reconhecer que se não fosse pelo gol do Sergio Ramos ele poderia ser o maior vilão da história do Real Madrid.

Com a seleção espanhola, o desempenho de Iker foi muito pior. Apesar do time inteiro ter jogado mal, o goleiro foi crucificado pela derrota, por goleada, diante da Holanda, sendo responsabilizado por três dos gols que a equipe tomou. Contra o Chile, Casillas falhou novamente. Derrotas que culminaram na eliminação precoce da Espanha da Copa do Mundo.

Com a má fase de Casillas, o Real Madrid correu atrás de contratar um goleiro. Keylor Navas, um dos destaques da Copa, chegou ao clube com status de titular e no que depender de grande parte da torcida, ele deixará Casillas e Diego López no banco. Este último, já sabendo da dificuldade para jogar nesta temporada, negocia sua saída do clube merengue.

E essa é mais uma prova de que Iker Casillas está em baixa. Em pesquisa realizada pelo jornal “Marca”, da Espanha, López deveria permanecer no elenco para ser o substituto imediato de Navas. Casillas é quem deveria ser negociado.

O que mais preocupa a torcida é o ambiente do clube. Durante os treinos é visível a insatisfação do goleiro espanhol. Casillas e Navas não conversam e se quer trocam olhares. E a influencia que o espanhol exerce sobre os demais jogadores pode dividir o elenco. O que seria péssimo para o clube buscar o bicampeonato da Champions.

Resta saber o Carlo Ancelotti vai decidir. Casillas, ídolo do clube, vai para o banco ou terá mais algumas oportunidades como titular? Quem será o goleiro na final da Supercopa diante do Atlético de Madri?