Confira como seria a seleção da Catalunha caso a região se separasse da Espanha

Há muito tempo a Catalunha, região da Espanha onde fica Barcelona, sonha com a independência. Há outras áreas do país que também almejam isso, como o País Basco. Mas, por ora, vamos nos ater aos catalães. Você já parou para pensar como seria a seleção da Catalunha caso a região fosse independente e pudesse jogar na Copa do Mundo?

Os espanhóis, com certeza, já. E dão graças ao fato de os catalães continuarem jogando com a camisa vermelha da Fúria em vez da branca com detalhes vermelhos e amarelos da Catalunha. Como não é reconhecida nem pela Fifa nem pela Uefa, a equipe, que existe de verdade, só pode jogar amistosos.

Confira a lista que o Torcedores.com preparou de atletas nascidos na Catalunha:

Goleiros: Victor Valdés, ex-Barcelona, seria o principal atleta da meta da Catalunha. Além dele, Jordi Codina, do Getafe, e Kiko Casilla, poderiam jogar. Todos já defenderam a seleção catalã em amistosos, enquanto Valdés já vestiu a camisa da Espanha.

Defensores: O negócio começa a ficar sério aqui. Puyol, recém-aposentado, seria o principal nome do time. Piqué, Bartra e Jordi Alba, do Barcelona, e Capdevilla, que joga no futebol da Índia, também estariam no time.

Meio-campistas: Xavi, Busquets e Fàbregas. Está bom ou quer mais? O jovem Sergi Roberto, também do Barcelona, é outro que estaria apto para jogar pela Catalunha. Como foi criado na base do Barcelona, o brasileiro naturalizado espanhol Thiago Alcântara até poderia reforçar o time.

Ataque: O nome mais conhecido é o de Bojan, ex-Barça, atualmente no Stoke City, da Inglaterra. Tello e Cuenc, ambos do Barcelona, também estariam no time.

Com certeza, é uma equipe que tem como ponto forte a defesa e o meio de campo. Falta ataque. Daria trabalho em jogos das eliminatórias.

E a Espanha, como ficaria? Sentiria os desfalques, claro. Mas seria um time mais equilibrado do que a Catalunha.

O três goleiros que foram à Copa do Mundo de 2014 ficariam: Casillas, De Gea e Reina são naturais da província de Madri.

Na defesa, teríamos gente como Sergio Ramos, Albiol, Arbeloa, Juanfran e Azpilicueta. Nada mal para a Fúria, que perderia Piqué e Jordi Alba para a Catalunha.

No meio-campo, a estrela seria Iniesta, nascido na região de Albacete, portanto, espanhol. David Silva, Koke, Jesus Navas, Juan Mata, Cazorla, Isco e Javi Martínez também vestiariam a camisa da Fúria. Xavi Alonso, que é do País Basco, só jogaria por lá em caso de independência (ou em amistosos, como hoje).

No ataque, a concorrência espanhola também seria grande. Fernando Torres, David Villa, Roberto Soldado, Alvaro Negredo, Pedro e Fernando Llorente nasceram fora da Catalunha. E Diego Costa, claro, jogaria pela Espanha.



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.