Conheça os nomes que podem representar o Brasil no futuro da F-1

Desde os tempos de Ayrton Senna, o Brasil não tem tido um alto desempenho na Formula 1. Felipe Massa, atualmente é o único representante do país na categoria.

LEIA MAIS
Opinião: Hamilton nunca mereceu tanto ser campeão mundial
Acredite: Rubinho teve vários momentos de glória; relembre
Opinião: Bottas é um ótimo nome para a McLaren em 2015
Hamilton afirma que foi contratado apenas para correr

Muitos ex-pilotos alegam que a falta de título e de destaque dos brasileiros se deve ao pouco investimento promovido nas categorias de base do esporte automobilístico. O próprio Felipe Massa teme o futuro do automobilismo no Brasil.

“É muito difícil comparar futebol com automobilismo, mas nas corridas a situação já passou do ponto faz tempo. A chance de não termos pilotos brasileiros na Fórmula 1 no futuro é muito maior do que de ter. Isso faz parte do trabalho de educação dos pilotos desde o kart. Isso vem de uma estrutura abaixo da crítica.” – analisou o piloto em entrevista ao portal TotalRace.

Massa chegou a tentar mudar a atual realidade criando a Fórmula do Futuro, mas o projeto durou apenas dois anos devido a falta de apoio.

A rede Globo chegou até mesmo cogitar o cancelamento da exibição da temporada de 2015 devido a baixa audiência que tem durante o período em que exibe os treinos e as corridas.

Atualmente, o país destaque da fórmula 1 é a Alemanha, que assim como no futebol, dá uma aula no Brasil. Os alemães estão representador por Sebastian Vettel, tetracampeão mundial, e Nico Rosberg, atual líder da temporada. O principal campeão da modalidade é Michael Schumacher, que também é alemão.

Na contra mão dos europeus, dois pilotos brasileiros que se aventuraram na categoria não corresponderam as expectativas. Lucas Di Grassi e Bruno Senna (sobrinho de Ayrton Senna), fizeram uma apática temporada na F1 e atualmente correm na fórmula E.

Para os principais entendedores da modalidade, apenas um brasileiro tem maior possibilidade de chegar a F1, trata-se de Felipe Nasr. O piloto de 21 anos, é vice-líder da GP2 e terceiro piloto da Williams, equipe do brasileiro Massa.

Confira quem além de Nasr pode render títulos e levar o esporte para as televisões do Brasil:

Foto: Divulgação