Gol da vitória do Atlético-MG faz jogador ganhar vinho em aposta

Getty Images

A cena: Josimar pega a bola, roda e roda, não toca para ninguém e vira-se em direção à defesa do Palmeiras, tentando encontrar um companheiro livre. Josué então, atento ao lance, pressiona o palmeirense para tentar levar para a bola para o ataque do Atlético-MG.

LEIA MAIS
Veja os gols da 14ª Rodada do Brasileirão
Atlético-MG sofre, mas vence o Palmeiras e sobe na tabela

Ganha a companhia de Pierre na pressão. Roubam a bola e passam para Luan, que invade a área pelo lado direito e cruza. Tobio afasta para o meio do bololô e lá está Dátolo, que enche o pé e corre pro abraço.

Vai em direção à linha de fundo, perto de onde ficam alguns jornalistas e os paramédicos. Olha para o alto, certamente fazendo contato visual com alguém que está ali, e faz o gesto de abrir uma garrafa e virar um copo de bebida. Depois aponta para os céus e volta pro meio de campo para recomeçar o jogo.

Na saída do gramado, em entrevista concedida ao SporTV, o argentino explicou que foi um “agradecimento aos céus”, já que muitos no elenco creem em Deus. Mas essa foi apenas a segunda parte da comemoração. A primeira ficou sem resposta. Pelo menos até aquele momento.

Hoje foi relevado o mistério: ao marcar o gol, Dátolo ganhou uma aposta que fez com Eduardo Maluf, diretor de futebol.  “Foi para o Maluf (o gesto), eu falei para ele que ia fazer um gol e ele ia me dar um vinho argentino de presente. Por isso a comemoração foi para ele”, disse o felizardo.

Sortudo, Dátolo havia entrado no jogo no final do primeiro tempo, quando Guilherme saiu machucado.

O gol deu a vitória ao Galo e fez o time subir três posições na tabela. Agora, sabedores que somos de toda a história, podemos concluir que era verdade, a comemoração foi mesmo para Deus: o Baco, Deus do vinho.

Fotos: Getty Images

 



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...