NBA no Brasil já tem primeiro erro com venda de ingressos

Hoje iniciou-se a segunda rodada de vendas de ingressos para o NBA Global Games Rio, que ocorrerá na Arena HSBC entre Miami Heat x Cleveland Cavaliers. Porém, o público já enfrentou um grande problema: a compra de ingressos.

Um dos grandes conceitos no mercado de serviços, e até mesmo de produtos, é que a valor é gerado a partir da experiência criada, e esta deve ser a melhor possível, não indicando apenas o uso fruto do serviço ou do produto, mas toda a cadeia e processo desde a informação, compra até a recomendação após deve ser planejada para tal.

Leia mais: NBA no Rio terá 2° lote de ingressos a partir de sexta

Caso algum dos itens dessa experiência seja executado de uma forma errada, ou cause algum problema ao usuário todo o processo e a geração de valor poderá estar comprometida e a experiência não ser mais a mesma.

No dia de ontem foi anunciado pelo Twitter e Facebook da NBA Brasil que seria disponibilizado às 7 da manhã uma segunda carga de ingressos para o jogo entre Miami Heat x Cleveland Cavaliers no Rio de Janeiro e que, da mesma forma que a primeira vez, os ingressos seriam comprados através de um site parceiro.

Por ser um evento altamente concorrido é necessário entender a dinâmica da compra não deixando para última hora. Porém, já na entrada no site percebe-se que não há um campo para realizar o cadastro do usuário e nem instruções fáceis para isso.

Depois de algum tempo consegui realizar o cadastro de uma forma errada, já que tive que simular uma compra e no momento do pagamento indicar que eu não era cadastrado no site. Primeiro obstáculo ultrapassado, porém, já estava com um sentimento contrário,

Como consegui adquirir 13 jogos durante a Copa do Mundo sabia que era necessário estar presente no site logo no momento da abertura, por isso acordei às 6:40 e me preparei para realizar a compra.

Nova frustração momentânea.

NBA Global Games Rio 2014 Miami Heat v Cleveland Cavaliers - Press Conference

Se comparado com o site da FIFA, acessar o ambiente de compra literalmente foi muito fácil, mas o pior estava por vir.

Ao escolher o setor e os lugares você é informado de que tem 5 minutos para realizar a compra o que gera um sentimento de que o lugar está reservado. Grande engano…

O site não faz a reserva conforme você escolhe o lugar, o que implica em muitas pessoas tentando comprar exatamente o mesmo lugar. Logo, se você demorar alguns segundos a mais para inserir os dados você acaba perdendo a compra inteira.

Acompanhando o Facebook da NBA pude conferir que muitas pessoas sofreram com esse problema e não conseguiram realizar a compra do ingresso e acabaram ficando sem, já que 40 minutos após o início os ingressos já haviam se esgotados.

No momento da compra também percebi a existência de uma taxa que era inclusa ao valor de cada ingresso no momento do pagamento, e apesar de saber que existe por conta da parceria com o site de compras, me fez lembrar mais um vez da Copa do Mundo, “não existia taxa além do valor da entrega”.

Por fim, consegui obter os ingressos para acompanhar mais um evento no Brasil, e realizar uma cobertura exclusiva, sem antes pensar que, apesar de todo o clima criado e a expertise da NBA para realização de um evento desse porte (e criação de oportunidades), a organização da vendas dos ingressos deixou a desejar e só não impactará na experiência devido a distância de datas entre o jogo e a compra.

Fotos: Getty Images



Empreendedor, formado em Administração e Gestão de Projetos. Acha que a assistência é mais importante que o gol e sempre quis ser um camisa 10, mas foi no máximo a 2. Enxerga o esporte mais do que as quatro linhas, acredita ser um negócio, uma manifestação social, uma experiência única. Espera transformar o futebol brasileiro em uma Champions League.