Opinião: Muricy parou no tempo

Sempre achei que o Muricy seria o técnico ideal para a seleção brasileira. Humilde, trabalhador, sério, técnico de futebol, e não quer levar ‘bola’ por fora de empresários. Porém, tenho que admitir, que de alguns anos pra cá, minha opinião esta mudando. Não sei porque, mas quando escuto ele falar, e assisto partidas do São Paulo, fico com a sensação que Muricy parou no tempo.

Foram 4 títulos Brasileiros em cinco anos, se não tivesse sido roubado em 2005 ganharia também. Depois foi para o Santos e conseguiu ganhar a Libertadores, que era fácil, nos trancos e barrancos, mas conseguiu. Deu o tão sonhado título continental ao Peixe, que não ganhava desde os tempos de Pelé, foram bi em 62-63.

Destaques
Reestreia de Kaká pelo São Paulo no Morumbi deve ser adiada
São Paulo vence o Bragantino, mas ainda com erros na defesa

Com dedicação, pegada e muita concentração nos detalhes, as equipes do Muricy sempre foram batalhadoras, raçudas e boas de bola parada. Com uma pitada de experiência e sorte do técnico, foi o suficiente para dominar o Campeonato Brasileiro por alguns anos.

Comecei a ‘enxergar’ que estava ‘velho’ ou ultrapassado, quando o grande Santos FC se preparava para a batalha mais importante de sua vida nos últimos 50 anos, jogar contra o todo poderoso Barcelona de Guardiola, que tinha acabado de dar uma aula de futebol no Manchester United do Sir Alex Ferguson, 3 a 1 fora o baile, em uma das melhores partidas do craque Messi.

Presidente do Santos, diretoria, Muricy e torcida ‘sonhavam’ que o Peixe pudesse fazer frente ao Barça, achavam que com os craques Neymar e Ganso seria suficiente para ganhar dos catalães, com um time que depois seria considerado como um dos melhores de todos os tempos. Grande engano, não se prepararam da maneira correta, não foram assistir a partidas do Barcelona, estudar a movimentação genial de Xavi e Iniesta e muito menos as estratégias de Pep Guardiola, talvez o grande técnico de sua geração.

Resultado 4 a 0 pro Barcelona, em uma partida que lembrou muito a semifinal entre Alemanha e Brasil. Uma equipe de adultos e estratégia contra uma de meninos perdidos em campo. Sorte do Santos, que diferente da Alemanha, o Barça realmente tirou o pé. Neymar logo na saída de campo já disse tudo: “Tomamos uma aula de futebol.”

Sao Paulo v Gremio - Brasileirao Series A 2014

A desculpa do técnico foi fraca: “Impossível ganhar desta equipe do Barça, eles são de outro planeta.”

Faltou estudo, faltou ir visitar Barcelona, faltou assistir partidas in loco do Barça, faltou foco, faltou levar o Brasileirão a sério e chegar forte, faltou humildade. O Presidente LAOR, a diretoria, e a torcida achavam que o Santos poderia jogar de igual contra o Barça.

Desde aquela partida, em que foi humilhado por um técnico de 40 anos de idade, Muricy não conseguiu montar nenhuma equipe boa. Não estou falando de equipe campeã, falei equipe boa. Todos seus trabalhos foram limitados, em que nem a estratégia da bola parada tem funcionado.

No São Paulo ja tentou, 5-3-2, 4-3-3, 4-2-2-2, 4-2-3-1 sem sucesso. Não sabe, nem consegue montar equipes competitivas desde então. Assistir ao tricolor paulista jogar nos últimos tempos, tem sido muito difícil, tamanha a falta de qualidade dos jogadores, do time, do jogo.

Em uma entrevista depois da Copa do Mundo, o técnico Muricy disse que assistiu a Copa toda e estudou muito, e que deve fazer testes e mudanças em um futuro recente. Disse que não quer ficar parado no tempo. É aguardar para ver.

Pois estou com a sensação de que o Muricy parou no tempo.

Reprodução: Getty Images



Sou amante e estudioso de esportes! Nasci em São Paulo, estudei em Los Angeles, NY e fiz pós-graduação em Barcelona, sempre acompanhando de perto as competições esportivas pelo mundo.