Tragédias da seleção marcam conquista e reconhecimento do Mundial do Palmeiras

Créditos: Divulgação/Palmeiras

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, reconheceu em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo que o Palmeiras foi campeão mundial de clubes em 1951 ao conquistar o título da Copa Rio e vai receber um certificado da Fifa pelo feito. O fato gera uma coincidência. Assim como a vitória palmeirense há 63 anos, o reconhecimento da entidade vem após uma tragédia da seleção brasileira em casa.

LEIA MAIS
Veja como foi o centenário dos clubes brasileiros
Palmeiras promove torneio retrô e homenageia Oberdan Cattani

A Copa Rio de 1951 foi organizada pela CBD (Confederação Brasileira de Desportos), antecessora da CBF, como maneira de levantar a moral do futebol brasileiro e a empolgação da torcida após o Maracanazo, ocorrido no ano anterior. A Copa do Mundo de 1950 esteve a um empate de ser conquistada pelo Brasil, que no último jogo saiu na frente, mas tomou a virada histórica do Uruguai.

Agora, o reconhecimento da Fifa acontece um mês depois da goleada sofrida pela seleção brasileira também em uma Copa do Mundo, também em casa, o 7 a 1 da Alemanha na semifinal do dia 8 de julho, no Mineirão.

O Palmeiras conquistou a Copa Rio de 1951 após vencer a Juventus da Itália na final, que foi disputada em dois jogos. No primeiro, realizado no Pacaembu, o Verdão bateu o time de Turim por 1 a 0. No segundo, justamente no Maracanã, segurou o empate por 2 a 2 e levou a taça, um resultado que teria servido para a seleção brasileira um ano antes contra os uruguaios.

Além de Palmeiras e Juventus, outros seis times disputaram a Copa Rio. Áustria Viena, Estrela Vermelha (da então Iugoslávia), Nacional do Uruguai, Nice (França), Sporting (Portugal) e o Vasco da Gama.

A declaração de Blatter ocorre no mês do centenário do Palmeiras. O clube vai completar 100 anos de existência no próximo dia 26 de agosto, e o reconhecimento era buscado por dirigentes desde 2006. No ano seguinte, um fax enviado pela Fifa à CBF afirmava que a entidade máxima do futebol anunciaria o Verdão como o primeiro campeão mundial, mas não houve a confirmação posterior.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.