Veja os atletas que têm a carreira gerida pelos pais

Hoje é um dia especial para todos os pais, por isso decidimos mostrar para vocês os atletas que tem a sua carreira empresariada pelos seus progenitores. O que impressiona é que todos já se envolveram em uma polêmica, seja ela de enorme proporção ou pequena.

Marcelo Moreno pai e Marcelo Moreno filho: O pai do boliviano é quem agencia a carreira do filho desde o início da carreira. Seu pai nasceu no Brasil e foi criado na Bolívia. Teve Marcelo no próprio país em que foi educado e quando seu filho fez 17 anos, o trouxe para o Brasil, mas precisamente para o Vitória da Bahia, onde ele ainda pode jogar com David Luiz. A partir daí “Marcelo Moreno pai” negociou seu filho com o Cruzeiro, Shakhtar Donetsk, Werder Bremen, Wigan da Inglaterra, Grêmio, Flamengo e Cruzeiro.

Só que quando Marcelo Moreno iria sair do clube gaúcho, seu pai se envolveu em uma polêmica. O Palmeiras estava interessado no atacante e seu pai afirmou que seu filho não jogaria em um time de segunda divisão. E até o futuro clube do jogador, o Flamengo, entrou na confusão. Ele falou que o rubro-negro era uma equipe fracassada. Depois o jogador do Cruzeiro veio a publico se desculpar pelas palavras de seu pai.

Eliseu de Andrade e Elias: Eliseu também sempre esteve ao lado de seu filho em sua carreira. Elias começou a jogar no Palmeiras em 1997 já sob olhares de seu pai. Em 2005 viu que o volante não teria espaço no alviverde e o colocou no Náutico, depois do clube de Recife, Elias passou por São Bento de Sorocaba, Juventus da Moóca, Ponte Preta e Chegou no Corinthians em 2008 para a disputa da série B. Em 2011, Eliseu, juntamente com a diretoria corintiana negociou o camisa 7 com o Atlético de Madrid. Após ficar uma temporada nos Colchoneros, Elias foi para o Sporting e depois foi emprestado para o Flamengo.

Com o passe preso com o clube de Portugal, o atleta quis ficar no Flamengo no final da temporada passada, mas o Sporting não quis liberar o atleta. Cada vez que o clube chegava na quantia, a equipe de Lisboa aumentava o pedido. Daí o Corinthians entrou no páreo pela contratação do jogador. Eliseu havia deixado seu filho perto do alvinegro, porém o Sporting recuou e não vendeu o volante. Quando terminou a janela de transferências, o alviverde de Portugal decidiu, enfim, se livrar de Elias, porém ele teria que abrir mão de uma quantia de 2 milhões de euros para ir embora. Ele recusou o dinheiro e veio para o Corinthians onde teve que esperar seis meses para fazer sua reestreia.

Celso Chera e Jean Chera: Celso é quem sempre cuidou das negociações de Jean com os clubes. O atacante foi considerado uma das promessas da base do Santos juntamente com Neymar. Desde cedo ele aparecia na TV, jornais, internet, para matérias sobre seu potencial. Mas chegou o dia de assinar o primeiro contrato profissional, onde a carreira do jogador começou a cair.

Aos 16 anos, a ex-promessa já tinha um acordo para fechar com o Santos por três anos, porém seu pai achou que seu filho estava sendo desrespeitado perante o clube. Falando que Jean não estava sendo aproveitado nos jogos, e que a questão financeira era a menor importância. Celso queria que seu filho jogasse, o que não estava acontecendo. Depois de se desligar do clube praiano, o atacante foi para Europa e diversos clubes.

Jean passou por diversas equipes onde não deu certo. Foi para o Genoa, Flamengo, Cruzeiro, Atlético-PR, Oeste de Itápolis-SP, e em junho, ele havia assinado com um clube da Romênia, o CS Universatea Craiova. Chegou assinou contrato e após fazer alguns treinamentos, sem estrear  pela equipe, foi dispensado. Celso Chera, afirmou mês passado que seu filho continuará no velho continente e que a partir de agora, Jean passará ser agenciado por empresários. Hoje ele joga na Grécia, no Paniliakos FC.

Nelson Andrade e Victor Andrade: Outro jovem jogador do Santos é cuidado por seu pai. O Victor Andrade, diferente de Jean Chera, assinou seu primeiro contrato profissional com 16 anos e sua multa era maior que a de Neymar. Desde cedo, Nelson Andrade sempre teve um cuidado com a carreira do atleta.

O contrato do atual jogador do Benfica, acabaria com o clube praiano no dia 30 de setembro deste ano, mas foi liberado para acertar com outro clube. Victor Andrade, tinha um vinculo avaliado em R$ 150 milhões de reais, porém o Santos não recebeu nenhum centavo pela transferência. O jogador não permaneceu na Vila, porque não houve um acordo entre a diretoria santista e seu pai.

Alan Kardec pai e Alan Kardec filho: Desde cedo Alan Kardec pai, toma conta da profissão do jogador do São Paulo. O atacante é uma das maiores revelações do Vasco nos últimos anos. O atleta foi revelado pelo clube da Colina em 2007 e foi emprestado para o Internacional em 2009. Quando retornou para o Rio de Janeiro,o pai que tem o mesmo nome do filho, apresentou uma proposta do Benfica para o Vasco. O cruzmaltino aceitou e Alan Kardec filho assinou contrato por quatro temporadas.

Vendo que o atacante estava sem espaço no clube de Portugal, Kardec pai acertou a ida do atleta ao Santos. A equipe praiana não conseguiu comprar o jogador e ele teve que voltar para o país europeu. Ficou parado por um tempo e veio para o Palmeiras por empréstimo de uma temporada. No fim o alviverde já tinha um acerto com o Alan Kardec pai, filho e o Benfica para comprar em definitivo o camisa 14. Depois de tanto esperar o verdão, o progenitor do atleta do tricolor ficou irritado e começou a aceitar outras propostas. Veio uma do rival São Paulo e ele decidiu aceitar.

O que causou uma polêmica entre: Paulo Nobre presidente do Palmeiras, Miguel Aidar mandatário do São Paulo e Alan Kardec pai. Enfim, o jogador 25 anos assinou um vinculo de cinco anos com o tricolor paulista.

Neymar pai e Neymar Junior: Neymar pai, já havia jogado futebol profissionalmente e decidiu que seu filho poderia seguir o mesmo caminho. Então desde criança, seu pai sempre esteve de olho na carreira de Neymar Junior. O jogador do Barça tem como empresário oficial Wagner Ribeiro, porém seu pai também opina sobre o futuro de seu filho.

Uma polêmica que surgiu no ano passado foi sobre a quantia que o Barcelona desembolsou para acertar com Neymar. O que foi divulgado pelo clube catalão é que o clube havia pago R$ 188 milhões de reais pelo atacante. Mas o valor poderia ter sido maior. A confusão causou até a renuncia do presidente Sandro Rossell. Neymar pai sempre negou que tinha recebido algo na transferência, porém em 2011 ele já havia acertado com o clube culé e recebido dinheiro pela preferência de uma venda futura. Caso o Barça não levasse Neymar, o pai teria que pagar a mesmo valor recebido ao time espanhol.



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.