Árbitros alegam falta de respeito e ameaçam parar o Brasileirão

A Anaf (Associação dos Árbitros de Futebol), divulgou uma nota em seu site oficial em que ameaça paralisar o Campeonato Brasileiro. Tudo porque a entidade afirma que os juízes estão sendo desrespeitados dentro de campo.

LEIA MAIS
Assim como Sheik, Richarlyson reclama diante das câmeras: “Vergonha

Relembre os maiores erros de arbitragem do Brasileirão
Chefe de arbitragem da FIFA contesta regra da mão na bola aplicada no Brasil

O que a ANAF alega é que jogadores, dirigentes e treinadores estão criticando com um certo exagero e transferindo a responsabilidade para a arbitragem visando esconder a má fase técnica do futebol brasileiro. A proposta da entidade será discutida em assembleia-geral se a CBF e o STJD não punir os jogadores com rigor pelas ofensas sofridas.

Em entrevista para a Fox Sports, o presidente da ANAF, Marco Antônio Martins afirmou que é impossível os árbitros competirem com as câmeras de televisão e logo em seguida falou sobre a quantidade de jogos que os árbitros pretendem parar.

“Acho que a paralisação de uma rodada seria o ideal. Mas a gente está ouvindo os árbitros, sugerindo outras propostas, um minuto de silêncio, uma camiseta (de protesto). Estaremos nos reunindo na próxima terça-feira no Rio de Janeiro onde faremos um encontro com o sindicato dos treinadores, sindicatos dos atletas. Já estava preparado este encontro, e vai ter um fórum dessas entidades. E a partir daí, nós vamos marcar uma assembleia com os árbitros para avaliar qual atitude nós vamos tomar a partir das situações”.

Ainda na entrevista, Marco Antônio também fala que a situação das criticas aos juízes chegou ao limite.” Nós não podemos mais viver nessa situação, de um desrespeito total a arbitragem, onde um atleta recebe um cartão amarelo, vai nas câmeras e reclama até do cartão amarelo, sendo que ele já levou dois cartões amarelos em outros jogos. Não é aquele cartão amarelo que lhe retirou a oportunidade que jogar a próxima partida, sendo que a gente conhece o histórico do jogador, onde ele já está na segunda série de cartões amarelos”, explicou.

Ele ainda citou o vexame que a seleção brasileira passou na Copa do Mundo. “Justificar em cima da arbitragem a incompetência técnica de algumas equipes, de alguns treinadores, ultrapassados, que ainda vivem às custas de “oba-oba”, e da torcida, é isso que a gente que expor, não dá mais. Daqui a pouco vão nos culpar pelo Brasil ter tomado de 7 a 1 na Copa do Mundo”, completou.

No fim da entrevista, Marco Antônio termina falando o que acha da tecnologia no futebol. “Pessoalmente eu era contra, sempre defendi contra, pessoalmente. Mas como presidente de uma entidade é humanamente impossível a arbitragem está concorrendo com a tecnologia. Ou se cria uma regulamentação para que essa tecnologia não seja usada durante às partidas, ou é impossível, porque hoje nós temos tecnologia e internet, que mostra no celular que o árbitro errou”, explica o mandatário, e ainda termina cutucando às emissoras que transmitem os jogos.

“Nós estamos caminhando para uma situação de execração da arbitragem. Então nós temos que colocar a tecnologia para o árbitro. Hoje tem uma câmera de TV aí, que ela amplia em 200 vezes a visão humana. Isso é humanamente impossível para um árbitro de futebol, apitar uma partida de futebol hoje é impossível. Ou nós achaamos um novo modelo de arbitragem, um modelo para que se resolva esse problema, ou nós vamos ter problemas sérios. O árbitro, daqui à pouco, não vai mais poder sair de casa”, afirmou.

Confira na integra a nota que a ANAF divulgou em seu site:

“A Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf) ameaça paralisar o Campeonato Brasileiro em protesto contra a falta de respeito ao árbitro. Na opinião da entidade, as críticas e reclamações de jogadores, treinadores e dirigentes visam esconder a crise técnica do futebol brasileiro, transferindo a culpa do mau futebol à arbitragem.

A proposta de paralisação defendida pela Anaf será discutida em assembleia-geral, caso não houver uma ação enérgica da CBF e do STJD, punindo com rigor as ofensas. “Os árbitros estão indignados e querem parar o campeonato. O nível técnico da competição é baixíssimo e querem jogar a culpa da derrota no árbitro. Isto é um desrespeito à figura do arbitro, que tem o papel de comandar a partida”, afirma o presidente da Anaf, Marco Antônio Martins.”

Foto: Reprodução/ ANAF



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.