Brasil atropela a Bulgária e estreia bem no Mundial feminino de vôlei

O Brasil estreou com uma boa vitória no Mundial feminino de vôlei. A seleção de José Roberto Guimarães bateu a Bulgária por 3 sets a 0, com parciais de 25-19, 25-22 e 25-16. A atacante Sheilla foi a maior pontuadora da partida, com 15 pontos marcados.

LEIA MAIS
Opinião: Torcida da Polônia no vôlei dá uma lição ao Brasil do futebol

“Como estreia, um 3 a 0 frente a um time perigoso, como a Bulgária, está bom”, definiu o treinador em entrevista ao SporTV logo após a partida. Zé Roberto destacou que a seleção brasileira cometeu “erros bobos” ao longo da partida, que podem complicar o Brasil no Mundial se cometidos novamente nos próximos jogos.

“Eu acho que nos momentos que apertaram o nosso time, a gente conseguiu um bom bloqueio, a Fabiana saiu no contra-ataque. O jogo chegou a estar 22 a 22. A gente não pode cometer erros bobos como nós cometemos no meio do set. Isso sempre pode custar um set importante. Mas não dá para querer tudo, o que eu mais gostei foi o sistema defensivo, os contra-ataques que eu acho que poderiam ser um pouco melhor. Mas estou feliz, como estreia foi tudo bem”, afirmou o treinador.

O Brasil dominou a partida e conduziu o jogo no primeiro e no terceiro set. Apenas no segundo, a Bulgária fez frente ao time brasileiro, exatamente no momento dito por Zé Roberto. Mesmo chegando à igualdade no placar, as búlgaras não seguraram a superioridade brasileira.

A seleção brasileira busca na Itália um título inédito. Atuais bicampeãs olímpicas, as meninas do Brasil perderam as duas últimas finais da segunda competição mais importante do voleibol mundial para a Rússia. Este ano, o time de Zé Roberto, que conquistou o Grand Prix em agosto, é o maior favorito ao ouro.

O próximo desafio do Brasil no Mundial feminino de vôlei será nesta quarta-feira (24), às 12h, contra Camarões. A partida terá transmissão do SporTV.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.