Confira frases que marcaram a semana esportiva

Mais uma semana agitou o futebol e o esporte dentro e fora de campo. Grandes partidas, clássicos, discussões e frases históricas. O racismo continua em pauta, bola na mão e mão na bola também. Muitas reclamações, dúvidas, brigas e claro, opiniões.

Leia mais:
Veja os brasileiros que se deram bem no fim de semana europeu
Veja os gols da 23ª rodada do Brasileirão
Classificação do Brasileiro: Líderes perdem; Palmeiras volta para a lanterna

Torcedores.com selecionou as melhores frases para você relembrar. Confira abaixo:

Patricia Moreira querendo se justificar se atrapalhou ainda mais: “Não. Eu sei que não sou racista. Já fiquei com um cara negro.”

Aranha dizendo que perdoa Patricia: “Ela assumiu, aí depois veio com advogado, tentou chorar e não conseguiu. É uma coisa que está prolongando sem necessidade.”

Ronda Rousey sobre enfrentar a Bethe Correia: “Eu quero lutar com a Bethe. Quero lutar com ela no Brasil. Ela conseguiu chamar a minha atenção. Ela vai ganhar muito dinheiro, mas a luta esquece.”

Felipe Massa depois do GP de Cingapura: “Dali para frente eu comecei a guiar como uma vovó, para falar a verdade.”

Mano Menezes depois da vitória sobre o São Paulo: “É bom ver os outros chorarem um pouquinho também. A gente já chorou bastante esse ano. Os árbitros erram e acertam, a favor e contra.”

Muricy comentando o primeiro pênalti do clássico contra o Corinthians: O que achei estranho foi o primeiro pênalti, ninguém reclamou nada, a bola saiu, seguiu o jogo e o cara pôs na marca da cal.”

Brunoro depois da histórica goleada do Goiás sobre o Palmeiras por 6 a 0: “A culpa é de todos nós. Não podemos nos eximir. Quem comanda tem que estar no processo de responsabilidade. Jogadores, comissão técnica, todo mundo. A maior responsabilidade é de quem comanda o departamento de futebol.”

Bernardinho depois do Brasil perder a final do Campeonato Mundial de Vôlei para a Polonia: “Foram tantas coisas feias que é complicado. A Federação Internacional age de uma maneira baixa demais. Eu vi coisas acontecendo aqui… Escalação… No sentido de desestabilizar mesmo. Nada influenciou. Perdemos por que eles jogaram mais bola, jogaram inteligentemente. Perdemos a lucidez em alguns momentos. Mas são muitos golpes baixos.”

Ademir da Guia sobre a derrota do Palmeiras e agressão da torcida : “Não me peçam calma, a torcida esta coberta de razão, afastamento de jogadores que não tem compromisso com a grandeza do Palmeiras.”

 

Foto: Getty Images



Sou amante e estudioso de esportes! Nasci em São Paulo, estudei em Los Angeles, NY e fiz pós-graduação em Barcelona, sempre acompanhando de perto as competições esportivas pelo mundo.