De virada, Brasil vence Sérvia e termina na liderança do grupo B no Mundial de Vôlei

Se o Brasil venceu seus dois primeiros jogos com uma certa facilidade, os últimos não tiveram tanta tranquilidade assim. Porém a seleção conseguiu diante da Sérvia sua quinta vitória consecutiva e a liderança do grupo B do Mundial de Vôlei Feminino. A equipe verde e amarela venceu o time europeu por 3 sets a 1, parciais de 24-26, 25-21, 25-19 e 25-23.

O Brasil chegou a estar perdendo o primeiro set por 6 a 1, porém após a primeira parada técnica pedida por Zé Roberto Guimarães, as meninas do Brasil , principalmente Fabiana, cresceram na partida e com um ponto de saque, a camisa 1 do Brasil virou a partida para 10 a 9. Após isso o Brasil só voltaria a ficar atrás do marcador quando ficou 19 a 18 para a Sérvia. As brasileiras até tentaram uma reação, porém as sérvias venceram o primeiro set por 26 a 25.

O segundo set foi muito equilibrado. A Sérvia manteve seu ritmo, mas o Brasil teve uma melhora juntamente com as jogadoras Thaisa e Sheilla. Quando o placar estava em 15 a 15, o Brasil conseguiu abrir quatro pontos de diferença e no fim acabou empatando o set em 1 a 1 quando venceu por 25 a 21.

Talvez por ter ganho o último set, a seleção brasileira entrou em quadra muito motivada e demonstrou isso quando se aproveitou de erros bobos da Sérvia e abriu 14 a 7 no placar. O set foi de total domínio da equipe verde e amarela, resumindo, a equipe de Zé Roberto venceu mais um set, agora por 25 a 19.

No último set, o Brasil tinha vacilado em alguns momentos, talvez pela ampla vantagem que tinha no placar, e com isso a Sérvia voltou a dar trabalho para a equipe do Brasil. Thaísa aproveitava sua altura e mandava bem nos bloqueios. Com alguns erros, a equipe da Sérvia começou a ficar desestabilizada e o Brasil conseguiu fazer 18 a 12 no placar. O jogo que parecia resolvido teve momentos de tensão quando as adversárias empataram a partida em 21 a 21. Mas contando com um erro da arbitragem o Brasil fez 24 a 22 e fechou com Jaqueline o marcador em 25 a 23.



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.