Opinião do Torcedor: Decisão do STJD sobre o Grêmio protege o Brasileirão

O STJD decidiu mudar a punição ao Grêmio pelos atos racistas da torcida no jogo contra o Santos, pela Copa do Brasil, quando o goleiro Aranha foi chamado de “macaco”, entre outros xingamentos. O caso ganhou muita repercussão principalmente após a identificação da torcedora Patrícia Moreira, que apareceu nas imagens da ESPN Brasil xingando o jogador. Em vez de excluir o time gaúcho, o tribunal optou por eliminar o Tricolor pela perda de três pontos.

LEIA MAIS
STJD muda pena, mas mantém eliminação do Grêmio da Copa do Brasil

A decisão parece apenas semântica, mas terá o poder de proteger o principal produto da CBF, o Campeonato Brasileiro, nos próximos tempos. O STJD resguarda a competição em caso de novas ocorrências racistas nos estádios. Se mantivessem a exclusão do Grêmio da Copa do Brasil, os auditores criariam uma jurisprudência que precisaria ser mantida nos próximos casos.

Assim, qualquer atitude racista, como a praticada por torcedores gremistas na Arena, obrigaria o STJD a excluir o clube do Brasileirão, deixando a competição com 19, 18, 17, enfim, quantos times sobrassem sem cenas lamentáveis como as que vimos em Porto Alegre.

A perda dos três pontos, certeira para manter o Grêmio fora da Copa do Brasil, poderá ser aplicada sem medo em um campeonato de pontos corridos com 38 rodadas. Por muito menos do ponto de vista moral, a escalação de um jogador irregular, a Portuguesa perdeu quatro pontos e acabou rebaixada para a Série B.

Não é possível afirmar que o STJD teve essa intenção no julgamento desta sexta-feira, mas o resultado vai acabar sendo esse mesmo.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.