Opinião: Luxemburgo transformou o fraco Flamengo em competitivo

Luxemburgo
Getty Images

Em mais um jogo com uma série de erros de arbitragem, dessa vez contra o Flamengo, o rubro-negro carioca empatou no Morumbi com o badalado São Paulo. O gol do empate tricolor saiu nos minutos finais e o 2 a 2 ficou amargo na boca do time de Luxemburgo, que cumpriu à risca o que o ‘pofexô’ mandou e impôs seu jogo contra o pouco inspirado time de Kaká, Ganso, Pato e Kardec.

LEIA MAIS
Pelo Twitter, dirigente do Flamengo ironiza arbitragem no Morumbi
Flamengo é soberano nos clássicos na era pontos corridos

Erros de arbitragem à parte, mais uma vez o Flamengo se mostrou um adversário duro na queda. Fechado e marcando forte em sua intermediária, o visitante esperava o dono da casa quase que como numa trincheira. No primeiro tempo, mostrou alguma insegurança para tentar criar jogadas mas no segundo, facilitado pela expulsão de Michel Bastos, encontrou espaço e poderia ter vencido o jogo.

Três nomes se destacam no time atual Flamengo: Wallace vem numa impressionante regularidade. O zagueiro intelectual joga firme e tem facilitado muito o trabalho de quem joga ao seu lado. Cáceres também tem dado tranquilidade na defesa e é peça fundamental para as pretensões rubro-negras. Por fim, Éverton é o que podemos chamar de meio-time. A parte ofensiva do Flamengo é toda responsabilidade do ligeirinho, em grande fase.

Mas o grande destaque é mesmo o treinador. Luxemburgo conseguiu o que há quase 20 anos não se via dele: pegou um time limitado e o transformou em um competitivo, que briga de igual para igual com os mais fortes tecnicamente e se impõe contra os mais fracos. Está difícil vencer o Flamengo, apesar da necessária ressalva de que também o Flamengo não ganha com facilidade, notadamente devido à falta de qualidade de seus jogadores.

Mas o sinal ainda está em alerta.

Nos últimos seis jogos, o Flamengo só venceu uma partida e fez seis pontos. Pouco para quem vinha num ritmo de vitórias mas suficiente para o time se manter longe da ‘confusão’, pelo menos por enquanto. Diga-se de passagem, são muitos times abaixo do rubro-negro e estes têm se esforçado bastante para facilitar o caminho do Fla: já são oito pontos de vantagem mas que podem cair para cinco no complemento da rodada.

É de bom grado voltar a ganhar.

Mesmo com apenas uma vitória no retrospecto recente, a torcida não se abalou. O time, como conjunto, mostra uma qualidade inesperada para quem estava na lanterna e sendo chacota rodada após rodada. As derrotas para Grêmio e Goiás não disseram o que foi o jogo e os empates – contra Palmeiras, Fluminense e São Paulo – poderiam ser vitórias, tivesse o time algumas opções ofensiva de qualidade.

Principalmente contra os dois paulistas, em São Paulo, o rubro-negro deixou boa impressão. Os pontinhos foram importantes mas o principal foi mostrar ao torcedor que dá para confiar em braçadas seguras até o fim do campeonato. O Flamengo continua firme na caminhada para se livrar de vez do fantasma do rebaixamento.

E semana que vem, tem Copa do Brasil, que como sabemos, é outra história.

Foto: Getty Images<



Carioca, bacharel em Direito e bacharelando em Jornalismo pela FACHA. Não escolheu o jornalismo mas foi escolhido por ele. Sonho profissional: casar com a editoria de esporte e ser amante das páginas de política. Resumidamente, um cronista do cotidiano, comentarista do dia-a-dia e palpiteiro da rotina.