Por que Cristiano Ronaldo faz “bullying” com James Rodriguez?

Getty Images

Apesar de já ter feito nove gols em quatro partidas, Cristiano Ronaldo está infeliz com a atual equipe do Real Madrid. Depois de um ano passado quase perfeito, em que conquistou a Copa do Rei e a tão sonhada ‘Décima’ da Champions League, o clube ‘renovou’ o meio de campo, peça fundamental da equipe na campanha vencedora da temporada anterior.

Leia mais:
5 razões porque o Casillas foi para o banco no Real Madrid
Cristiano Ronaldo faz quatro em mais um massacre do Real; assista
David Brazil tieta Cristiano Ronaldo em visita ao Real Madrid
Você sabe quem é o maior artilheiro brasileiro na Champions?

Se o problema do Mourinho era o meio de campo, Ancellotti ajeitou a equipe quando recuou o astro argentino Dí Maria ao lado de Modric e Xabi Alonso. Com Alonso fixo, Dí Maria e Modric puderam percorrer o campo todo, e ao mesmo tempo que defendia, atacava. Com o poder físico do argentino, que corria, marcava, passava e ainda fazia gols, o trio BBC (Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo) puderam focar em trabalhar a bola e claro fazer muitos gols. Cristiano fez 17 gols na Champions e bateu o recorde de Messi e Altafini com 14, na mesma temporada.

Com a chegada de Kroos e James Rodriguez, o Real Madrid teve que mudar. Mas mudar pra que, se a equipe esteve quase perfeita no ano passado.

Aí a bronca de Cristiano Ronaldo com a diretoria, e com os que chegaram.

Se Kroos é melhor no passe, na movimentação e chegada do que Alonso, não é tão forte defensivamente como o espanhol. Xabi  era o organizador da defesa e não do ataque. Kroos é organizador de ataque, um Xavi moderno, mais forte e com mais chegada. Com isso o Real Madrid ficou mais vulnerável na defesa, e tem levado muitos gols bobos. Lembrando que a defesa sempre foi um dos pontos fortes da equipe de Madrid.

No caso de James Rodriguez, a situação é ainda pior. Dí Maria foi o melhor jogador da temporada passada e da final da Champions League, correu como ninguém, organizou a equipe vindo de trás, deu muitas assistências, e ainda fez seus gols quando a equipe mais precisava.  Além disso, o argentino era o melhor parceiro de Cristiano Ronaldo. Com os seis gols e artilharia da Copa, James começou a ser visto como não é. Sim é um grande jogador, com toque refinado, sabe deixar o companheiro na cara do gol como poucos, e também faz teus gols. Parece muito o Ozil, grande jogador. Porém não faz o ‘trabalho sujo’ do Dí Maria, que diferenciava dos demais, por ser muito raçudo e trabalhador, coisa que o James não é.

Quando Cristiano Ronaldo criticou a diretoria, foi totalmente compreensível. Porque mudar se quase atingimos a perfeição?

Porque trocou o Dí Maria pelo James, se são muito diferentes?

Desde que o colombiano chegou, tem sido tratado com desdenho e sofrido bullying pelo ‘dono’ da equipe Cristiano Ronaldo. Um dia foi mandado embora de rodinha de aquecimento, saiu com cara de choro. Depois levou uma chacoalhada antes do treino. James Rodriguez terá que conquistar a fera dentro de campo, com muitos gols, assistências e mais importante de tudo, muita raça e claro títulos.



Sou amante e estudioso de esportes! Nasci em São Paulo, estudei em Los Angeles, NY e fiz pós-graduação em Barcelona, sempre acompanhando de perto as competições esportivas pelo mundo.