Primo de Messi faz a diferença e Bahia vence o Flamengo por 2 a 1

 

Bahia e Flamengo se enfrentaram na Arena Fonte Nova e o time da casa, com dois gols de Emanuel Biacucchi, venceu por 2 a 1.

Leia mais: Grêmio vence o Botafogo com dois gols de Barcos

Defesa bobeia e primo de Messi não perdoa

O Bahia era quem jogava em casa, mas Gilson Kleina fez com que sua equipe adotasse uma postura defensiva e, de certa forma, esperasse o Flamengo e respondesse na falha do adversário. No entanto, o Rubro-Negro Carioca também adota esse estilo de jogo, de modo que a partida se iniciou muito amarrada.

A primeira chance clara de gol só aconteceu aos 18 e, em falha da defesa flamenguista, o Bahia abriu o placar com Emanuel Biancucchi, o primo canhoto de Messi. Railan foi a linha de fundo e conseguiu bom passe para o meio da área, encontrando o camisa 17 que, se antecipando a Chicão, mandou a bola para o fundo das redes.

Aos 20, nova falha do time de Luxemburgo e E. Biancucchi só não ampliou porque Paulo Victor fez grande defesa em sua cabeçada.

Perdendo, o Flamengo teve que se lançar ao ataque, mas encontrava muitas dificuldades pelo desenho tático com três volantes usados por Luxemburgo. Com Everton sobrecarregado na armação da equipe, o Flamengo só assustou com Márcio Araújo, aos 31, em chute de longa distância defendido por Marcelo Lomba e em cabeçada torta de Élton, aos 40.

Bahia marca no início do segundo tempo

Na segunda etapa, o Flamengo não teve nem tempo de se arrumar porque logo no início João Paulo derrubou Railan dentro da área. Pênalti que E. Biacucchi cobrou com muita categoria no ângulo de P. Victor, aos 2 minutos.

Com dois gols marcados em jogadas iniciadas nas costas de João Paulo, o Bahia dava uma clara demonstração de que não só anulara o lado esquerdo do Flamengo como também usava a vocação ofensiva do setor contra si e, explorando os espaços ali encontrados, construía a sua vitória.

Curiosamente, aos 15 minutos, foi dos pés de João Paulo que saiu o cruzamento para Eduardo da Silva, valendo-se de bobeada da defesa do Tricolor de Aço, descontar de cabeça. O gol pôs fogo na partida e quase que em jogada parecida o Flamengo empatou com o próprio Eduardo da Silva, aos 17.

O Bahia teve uma chance clara com Henrique aos 21, mas P. Victor fez um milagre e salvou o Flamengo que, aos 30, respondeu em cabeçada perigosíssima de Luiz Antônio, confirmando que a falta de atenção do time baiano poderia custar caro.

Na base do abafa, o Flamengo tentou empatar, mas M. Lomba não foi contundentemente ameaçado e, mesmo sem conseguir aproveitar os espaços do contra ataque, o Bahia saiu vencedor por 2 a 1.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 2 X 1 FLAMENGO

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data-Hora: 28/9/2014 – 16h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: José Javel Silveira e José Eduardo Calza (RS)
Cartão amarelo: Ueliton (BAH)

GOL: Emanuel Bianccuchi, aos 17’/1ºT (1-0); Emanuel Bianccuchi, aos 3’/2º (2-0); Eduardo da Silva, aos 16’/2ºT (2-1)

FLAMENGO: Paulo Victor, Léo Moura, Wallace (Chicão, aos 14’/1ºT), Samir e João Paulo; Márcio Araújo, Canteros, Luiz Antonio e Everton; Eduardo da Silva (Arthur, aos 29’/2ºT) e Elton (Gabriel, intervalo). TÉCNICO: Vanderlei Luxemburgo.

BAHIA: Marcelo Lomba, Railan, Lucas Fonseca, Demerson e Guilherme Santos; Uellinton, Rafael Miranda, Diego Macedo (Pará, aos 30’/2ºT) e Emanuel Biancucchi (Fahel, aos 36’/2ºT); Maxi Biancucchi (William Barbio, aos 25’/2ºT) e Henrique. TÉCNICO: Gilson Kleina

 Imagem: Getty Images