Top 5: relembre as corridas mais marcantes de Nigel Mansell

Getty Images

O inglês Nigel Mansell foi campeão mundial de Fórmula 1 em 1992 com um dos melhores carros que a categoria já viu, o Williams FW14B, que deixou a McLaren de Senna “comendo poeira”, como dizemos no automobilismo. Polêmico, muitas vezes criticado por seu estilo de pilotagem, Mansell é o personagem do Top 5 desta sexta-feira (26).

LEIA MAIS
Top 5: Relembre as melhores corridas de Senna na Fórmula 1
Top 5: Relembre as melhores corridas de Alain Prost na Fórmula 1
Top 5: melhores corridas de Michael Schumacher na F1
Top 5: Corridas mais marcantes de Niki Lauda na F1
Top 5: Melhores corridas de Nelson Piquet na Fórmula 1

O Torcedores.com relembra agora quais foram as cinco corridas mais marcantes da carreira de Mansell na Fórmula 1. Não são necessariamente as melhores, mas as que mais são lembradas na trajetória do folclórico piloto inglês.

Rival de Senna e Prost, Mansell perdeu algumas chances de ser campeão antes de 1992.

5) GP da Europa de 1985

Mansell demorou 72 GPs para ganhar uma corrida na Fórmula 1, mas quebrou o jejum com estilo no circuito de Brands Hatch, em 1985. Com a Williams, o inglês teve uma performance impecável e venceu com boa vantagem sobre o segundo colocado, o brasileiro Ayrton Senna, da Lotus. O companheiro de Mansell, Keke Rosberg, completou o pódio. Apesar disso, a grande estrela do dia foi o francês Alain Prost, que conquistou naquela prova seu primeiro título mundial.

4) GP do Canadá de 1991

Como dissemos, esta lista fala sobre as corridas mais marcantes, e não as melhores. E uma que marcou muito foi a prova no Canadá, em 1991. Mansell vencia com tranquilidade, em um momento no qual a Williams já começava a mostrar evolução no modelo que seria o melhor carro do ano seguinte. Na última volta, o inglês fez quase todas as gracinhas possíveis, olhou para as câmeras de televisão, deu “tchauzinho”, mas acabou vendo a Williams morrer. Sorte de Nelson Piquet, que ficou com a vitória.

3) GP do Japão de 1991

Essa corrida é marcante pelo lado atrapalhado de Mansell, que fez bobagens em momentos importantes. Precisando muito da vitória para continuar vivo na disputa do título, o inglês foi para cima de Senna de maneira quase impensada e acabou passando reto no curvão de Suzuka. Era o tri de Senna, mais um ano de jejum para o inglês.

2) GP da Hungria de 1992

Senna foi o vencedor, Mansell ficou em segundo. Mas a corrida marcou por finalmente o inglês ser campeão do mundo, depois de tanto tempo tentando. No ano anterior, havia perdido a chance na escapada no Japão. Em 1990, não conseguiu brigar pelo título, engolido que foi por Prost na briga interna da Ferrari. Era a consagração de Mansell.

1) GP da Inglaterra de 1991

Diferentemente do que aconteceu no Canadá, Mansell conseguiu chegar até o fim de uma corrida totalmente dominada por ele e sua Williams. Mas o ponto mais marcante, mesmo, foi a pane seca de Ayrton Senna na volta final. Vendo o rival se aproximar na disputa pelo título, que o brasileiro venceria depois, e contando os problemas causados pela McLaren, Senna não hesitou em pegar uma carona com Mansell. A cena é um clássico da Fórmula 1.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.