Treinador diz que já expulsou Papa Francisco do vestiário do San Lorenzo

O papa Francisco já foi expulso do vestiário do San Lorenzo, seu time do coração. Tudo bem que na época, ele nem imaginava em ser pontífice, mas já era Jorge Bergoglio, arcebispo de Buenos Aires.

Quem contou a história foi Alfio Basile, treinador do Ciclón na época do “causo”. Era 1998 e o San Lorenzo vinha de péssimos resultados. O técnico havia acabado de chegar e não queria que nada desconcentrasse seus jogadores.

O presidente do clube, Fernando Miele, avisou ao treinador que um padre sempre ia ao vestiário visitar os jogadores antes da partida.

“Se sempre ia e eles não ganhavam, para quê ir de novo?”, contou Basile ao programa Línea de Tiempo, da TV Pública argentina.

Muito tempo depois, em abril de 2013, Basile e Miele se encontraram em um restaurante em Buenos Aires. “Viu quem é o papa?”, perguntou o ex-cartola do Ciclón. Foi então que Basile se tocou que o novo chefe da Igreja Católica era o mesmo religioso que ele, um dia, havia expulsado do vestiário do San Lorenzo.



Jornalista, formado na Metodista, com passagens pelo UOL, R7, Meia Hora e Diário do Grande ABC.