Valdivia: um mal necessário para o Palmeiras

Valdivia
Getty Images

Valdivia é considerado por alguns o jogador mais talentoso do elenco do Palmeiras e, indubitavelmente, é aquele que mais fica lesionado. Quando está em campo, o chileno é um colírio aos olhos castigados do torcedor alviverde, porém, na última partida contra o Figueirense, em que o Verdão perdeu de virada por 3 a 1, não foi assim.

Leia mais: Opinião do torcedor: Palmeiras tem que se livrar logo de Valdívia

Leia mais: Palmeiras perde de virada e é alvo de piadas em rede social

De maneira geral, a torcida palmeirense está com raiva de Valdivia pela chance desperdiçada, aos 22 minutos, quando o duelo ainda estava 1 a 0 para o Palmeiras. O camisa 10, que é o líder de assistências da equipe no Brasileirão (são três passes para gols em oito partidas), ficou cara a cara com o goleiro do Figueira, mas, ao invés de concluir para gol, tentou servir Henrique e o passe foi interceptado. Treze minutos depois, o Palmeiras estava sendo derrotado por 3 a 1.

O próprio jogador chamou para si a responsabilidade pela derrota após o jogo e, em entrevista, afirmou ser ele o único culpado pelo revés. Parte da torcida alviverde comprou o discurso e culpou o craque por mais esse resultado ruim, contudo, as coisas não são assim.

Valdivia é um mal necessário para o Palmeiras. O jogador é um “mal”, porque, em virtude das várias lesões que sofre, fica mais fora do que dentro de campo. Neste Campeonato Brasileiro, por exemplo, o jogador fez até agora apenas oito partidas que, em vinte e cinco rodadas, significam que ele participou de apenas um terço dos jogos. Nos Brasileiros de 2011, 2012 e 2013 Valdivia esteve em campo, no máximo, dezoito vezes, ou seja, disputou metade dos jogos no campeonato, o que torna esse defeito algo comum.

Entretanto, Valdivia é extremamente necessário para o Palmeiras, pois três dos vinte um gols marcados pelo time no torneio três saíram de suas assistências e, com ele em campo, a equipe marcou doze vezes em oito jogos. Dos vinte e cinco pontos auferidos pelo Alviverde Paulista, dez foram obtidos com Valdívia em campo, como no empate por 2 a 2 contra o Flamengo há algumas rodadas.

A partida contra o Rubro-Negro Carioca é a que melhor sintetiza essa relação de amor e ódio em torno de Valdivia. Entrando na segunda etapa e com o placar adverso de 2 a 0, o meia foi importante no empate conquistado naquela oportunidade, tendo, inclusive, dado uma assistência para gol. A necessidade que o Palmeiras tem de Valdivia ficou evidente naqueles trinta e seis minutos, mas, antes do apito final, Valdivia foi expulso e impediu que o time continuasse a reagir. Ontem, ele deixou de fazer um gol que poderia ter garantido a vitória do Verdão, mas, mesmo assim, o Palmeiras precisa demais dele.

Foto: Getty Images