Relembre as vitórias brasileiras no GP dos EUA de Fórmula 1

GP dos EUA

A Fórmula 1 terá neste domingo (2) mais uma edição do GP dos EUA, disputado pela terceira vez no circuito de Austin, no Texas. Nessa pista, nenhum brasileiro conseguiu sair vitorioso até hoje, mas os pilotos do Brasil já conseguiram registrar nove vitórias no GP norte-americano.

LEIA MAIS
Veja como os volantes da F1 evoluíram com o passar dos anos

Ayrton Senna é o brasileiro mais vitorioso em solo americano na história da Fórmula 1. O tricampeão mundial venceu cinco edições do GP dos EUA, sendo três delas em Detroit, e outras duas em Phoenix.

Nelson Piquet, também tricampeão e ídolo das pistas, venceu duas vezes, mas na era em que o GP dos EUA era dividido em “Leste” e “Oeste”, realizado duas vezes por ano. Piquet ganhou uma em cada lugar, vitorioso nas pistas de Detroit e Long Beach. Esta, aliás, foi a primeira vitória de Piquet na Fórmula 1.

O primeiro brasileiro a vencer nos EUA foi Emerson Fittipaldi. Seu único triunfo no país foi em 1970, no lendário circuito de Watkins Glen, com a Lotus, em 1970.

Já a última vitória brasileira em território norte-americano aconteceu há 12 anos, com Rubens Barrichello, pela Ferrari. Foi também a única vez que um piloto do Brasil venceu a F1 em Indianápolis, assim como a única vitória de Rubinho nos EUA, marcada por ter sido “entregue” por Michael Schumacher como forma de “devolver” o presente do GP da Áustria daquele ano.

Relembre abaixo as nove vitórias do Brasil no GP dos EUA:

1970 – Emerson Fittipaldi

1980 – Nelson Piquet (Oeste)

1984 – Nelson Piquet (Leste)

1986 – Ayrton Senna

1987 – Ayrton Senna

1988 – Ayrton Senna

1990 – Ayrton Senna

1991 – Ayrton Senna

2002 – Rubens Barrichello



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.