8 tipos de jogadores que mais irritam no Fifa no modo online

Se você é daqueles jogadores de videogame que adoram passar horas no modo online do Fifa, esta lista foi feita especialmente para você. Afinal, games não trazem apenas diversão, eles podem irritar bastante. E coloca BASTANTE nisso.

LEIA MAIS
Fifa 15: Veja quais são os melhores times do game

Quem joga há algum tempo já sabe que existem alguns estilos de gamers no modo online que são especialistas em tirar qualquer um do sério, causar altos índices de estresse e vários palavrões que ninguém mais na sua casa entende o motivo de serem gritados.

O Torcedores.com apresenta agora os oito tipos de jogadores do Fifa no modo online que mais irritam seus adversários. E, se você se encaixar em um desses, é melhor rever seus conceitos. Você pode estar sendo constantemente alvo de ofensas em pensamento por fifeiros do mundo inteiro.

1) O cara que pausa toda hora

gif gamer irritado

 

Você está lá de boas, jogando seu Fifa, buscando o gol. De repente, quando menos espera, o adversário pausa. 38 segundos depois, o jogo volta, a bola é tocada mais três vezes e… pausa. Mais 38 segundos de espera, o cara finalmente faz as substituições, descobriu o que mudar no time, e você pensa: agora vai. Depois da substituição, você chega com perigo ao gol e chuta pra fora. E tome pausa. O cara acha que temos o dia inteiro?

2) O cara da conexão lenta

gif irritado

 

Tem coisa pior do que dar um comando e ver o jogo se arrastar, percebendo logo em seguida que aquele passe acabou virando um nada, ou que aquele chute virou um carrinho quando o adversário já estava com a bola? Além de tudo, se você empatar um jogo eliminatório com um ser desses, é bem capaz de se dar muito mal nos pênaltis. Afinal, e para acertar aquele bendita barrinha das cobranças no tempo certo?

3) O cara que enfeita demais

gif gamer concentrado

 

Nada como querer jogar para frente, fazer os gols e ganhar seus pontos no Fifa Ultimate Team, no modo Temporadas, ou nas Copas online, e dar de cara com um cidadão que só se preocupa em fazer jogadinhas de efeito, como se estivesse se exibindo. É difícil controlar para não entrar direto nos jogadores dele com um carrinho. Ser expulso é um risco bem alto.

 

4) O retranqueiro

gif gamer controle

 

O cara já começa o jogo tocando atrás, parecendo que baixou o espírito de Carlos Alberto Parreira nele. Se ele fizer 1 a 0, então, você verá uma personificação perfeita de Mano Menezes em forma de jogador de Fifa. E para tirar a bola do toquinho que ele fica fazendo até os acréscimos? É nessa hora que sua família descobre quantos palavrões você já aprendeu.

5) O cara que abandona o jogo

gif gamer mickey

Você finalmente emplaca uma partida memorável, tem o domínio completo, vive seu grande dia e faz 3 a 0 logo no primeiro tempo. Seu rival vai e desloga. Simples assim. Acabou a graça. Fim do dia clássico. Agora, dependendo do seu nível de azar, o Fifa simplesmente não considera o resultado do jogo e você perde tudo. Mais palavrões na conta.

6) O cara que fica mandando mensagens durante o jogo

gif gamer frank underwood

Qual é a necessidade disso? Salvo uma ou outra informação importante, mandar várias mensagens é um grande ato de chatice aguda. Se liga!

7) O cara que não pula a comemoração e o replay

gif gamer jogando

 

Esse é o cara que não pula a comemoração e o replay. É isso. Basta.

8) O cara que só ganha com handicap

gif gamer mario

 

Considerada como uma das grandes lendas do Fifa, o handicap é real, sim. É por causa dele que você toma aqueles gols horrorosos no fim das partidas, o goleiro adversário vira um mito quando vai defender aquele seu chute que em qualquer momento seria um gol certeiro. E aquela sequência de bolas na trave que você manda? Logo depois, o adversário aproveita uma bola que bateu no seu zagueiro, no goleiro, voltou no zagueiro e sobrou para ele marcar livre o gol. Tudo isso é o sistema que compensa o nível mais baixo de alguns jogadores para dar competitividade ao jogo. Um saco.

 



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.