Atlético-MG precisou de 24 edições para levantar a taça na Copa do Brasil

Atlético-MG

“Eu acredito”. O canto mais entoado em todos os jogos do Atlético-MG, seja no Independência ou no Mineirão, merecia mais um título para coroar essas duas últimas temporadas, e venceu seu maior rival, o Cruzeiro, com autoridade nas duas partidas. Ao todo, foram oito eliminações nas oitavas, 10 nas quartas e duas nas semifinais na Copa do Brasil. As demais foram entre primeira e segunda fase da competição.

LEIA MAIS
Tardelli marca e Atlético-MG é campeão da Copa do Brasil; assista ao gol

A equipe mineira, assim como o Vitória, é o time que mais participou.

Depois de tantos quase, com ídolos, como Reinaldo (Campeão Brasileiro) de 1971, até a última quarta-feira, único título nacional conquistado pelo Galo, ainda teve Éder, Guilherme e Marques passando por esses momentos de perda da taça, no último instante.

Claro que houve Raja Casablanca e Atlético Nacional nesse caminho, mas nada que o impossível, se tornasse real, nos jogos dos atleticanos.

Time entrou nas oitavas de final e fez campanha irretocável. Foram seis vitórias e duas derrotas, que se tornaram viradas épicas, dentro do mesmo estádio, onde a seleção apanhou da Alemanha por 7 a 1. Sendo que, sobre as duas maiores torcidas do país, Corinthians e Flamengo – este revivendo os confrontos dos anos 80, de grande rivalidades entre as equipes.

Foto: Getty Images



Jornalista da Band - Esporte é vida. Ser um amante do futebol, é um privilégio. Editor/Repórter do programa "Os Donos da Bola" das 13h às 15h. Aos fins de semana em toda programação esportiva.