Chapecoense x Botafogo: Veja os gols que afundaram o Glorioso

Chapecoense x Botafogo se enfrentaram na Arena Condá neste domingo e, jogando em casa, o time de Chapecó venceu por 2 a 0, com dois gols do atacante Leandro, o que praticamente confirmou o rebaixamento do Glorioso.

LEIA MAIS:
Chapecoense x Botafogo: Quem perder vai para a Série B
Humorista escreve carta para presidente do Botafogo; veja

Por incrível que pareça, o Botafogo começou bem a partida, se lançando ao ataque e criando uma chance clara com Jobson que Danilo defendeu. Depois dos quinze minutos, porém, o jogo começou a mudar e a Chapecoense fez valer seu mando.

Em pelo menos duas oportunidades, Jefferson foi acionado e salvou o time carioca com defesas espetaculares. Perdido, o Botafogo não conseguia atacar e, muito menos, se defender, mas levou a igualdade no placar para o intervalo.

Na volta para o segundo tempo, porém, Leandro abriu o placar para o time de Chapecó. Com o resultado negativo, o Glorioso não teve forças para reagir. O técnico Vagner Mancini até tentou mexer na equipe, mas foi em vão.

Aos 17, Leandro fez mais um e ampliou o placar, selando a quinta derrota consecutiva do Botafogo. O resultado deixa o time à beira do rebaixamento, o que pode se confirmar na semana que vem, contra o Santos, na Vila Belmiro.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 2 X 0 BOTAFOGO

Local: Arena Condá, Chapecó (SC)
Data-Hora: 23/11/2014 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Marcelo Bertanha Barison (RS)
Renda e público: R$ 131.010,00 / 14.508 presentes
Cartões amarelos: Wanderson, Leandro (CHA); Jobson, Marcelo Mattos (BOT)
Gols: Leandro 5’/2ºT (1-0) e 17’/2ºT (2-0)

CHAPECOENSE: Danilo; Fabiano, Rafael Lima, Jaílton e Rodrigo Biro (Ednei 31’/2ºT); Bruno Silva (Abuda 40’/2ºT), Wanderson, Diones e Camilo; Leandro e Tiago Luís (Fabinho Alves 24’/2ºT) – Técnico: Celso Rodrigues.

BOTAFOGO: Jefferson; Régis, Dankler, André Bahia e Junior Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel e Bolatti (Ronny 7’/2ºT); Murilo (Yuri Mamute – intervalo), Jobson (Zeballos 15’/2ºT) e Bruno Correa – Técnico: Vagner Mancini.