Cinco consequências negativas em caso do Atlético-MG perder a Copa do Brasil

Atlético-MG

Acho que todo mundo concorda que o Atlético-MG está com uma mão na taça da Copa do Brasil. Porém, do primeiro jogo da final para cá, muita coisa boa aconteceu para o seu desafiante e maior rival regional, Cruzeiro.

LEIA MAIS
Linha do tempo: como Levir Culpi tornou o Atlético-MG a sensação da temporada

A confirmação da conquista do tetracampeonato brasileiro vai, sem dúvida alguma, empolgar demais o time celeste e pode, sim, fazê-lo tirar (mais) forças para reverter o resultado adverso e sair do Mineirão campeão.

Por essas e outras, nós, do Torcedores.com, levantamos cinco possíveis consequências ruins para o caso de o Atlético-MG perder a final da Copa do Brasil:

1 – A zuação cruzeirense

Não que essa seja a pior conseqüência, mas é a mais dolorida no curto prazo. Perder a Copa do Brasil, depois de tudo o que o time fez até aqui, e para o maior rival, vai ser motivo de troça cruzeirense até a próxima vez que o Atlético-MG puder devolver o revés – e mesmo assim será eternamente lembrado.

2 – Risco de não ir à Libertadores

Por causa da Copa do Brasil, o Atlético-MG abriu um pouco mão do Brasileirão e andou colocando seus (ótimos) jogadores reservas nas partidas. Claro que isso acarretou na perda de pontos importantes, e alguns deles para concorrentes diretos (caso do Inter). Se o pior acontecer amanhã (26), sei não se o Galo vai ter força para se manter forte na briga pela vaga na Libertadores-15.

3 – Terminará a temporada abaixo do que era esperado

Quando 2014 começou, o Atlético-MG ainda era o time do momento. Mesmo com a derrota para o Raja Casablanca no Mundial de Clubes e a conquista do Brasileirão 2013 pelo Cruzeiro, o Galão da Massa começou o ano cheio de moral. No decorrer dele, porém, pouca coisa se confirmou. Ganhar a Copa do Brasil seria um “cala boca” aos críticos. Se ela não, vier, porém…

4 – Deixará de ter um alívio nas dívidas

O Atlético-MG, assim como 99% dos clubes brasileiros, está atolado em dívidas. Para quem não sabe, inclusive, o dinheiro da venda do Bernard só foi liberado pelo governo recentemente, depois que o time negociou um modo de pagar o que deve. Ganhar a Copa do Brasil renderia, portanto, um dinheirinho muito bem-vindo aos cofres alvinegros. Não que vá salvar a lavoura, mas que vai ajudar a combater umas praguinhas, ah vai.

5 – Poderá ter um 2015 trágico

Acho que atleticano nenhum quer voltar aos tempos de vacas magras que o Atlético-MG enfrentou até meados de 2012. Caso perca a Copa do Brasil, a chance de isso acontecer é real e não estamos exagerando. Conforme falamos no item anterior, as contas do Galo estão mais vermelhas que nariz de palhaço. O Conselho do clube, inclusive, fala em cortar R$ 20 milhões do orçamento para o ano que vem. Imaginem, então, se a graninha da premiação da Copa do Brasil deixar de entrar? Pode ser pouca, mas para quem está na pindaíba, é uma fortuna.

Por esses e outros motivos, vai um conselho, torcedor alvinegro: bata no peito, na madeira três vezes (para espantar a zica) e torça como nunca. O Atlético-MG precisa desse título. Mais do que por uma questão de rivalidade: é uma questão de saúde. Financeira. Literalmente.



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...