Clássico israelense é suspenso após torcedor agredir jogador rival

O clássico israelense entre Hapoel Tel Aviv e Maccabi Tel Aviv foi suspenso, na última segunda-feira (3), depois que um torcedor invadiu o gramado para agredir um jogador rival.

A confusão começou quando Eran Zahavi marcou o gol de empate do Maccabi. O jogador é um ex-ídolo do Hapoel e o gol inflamou a torcida rival.

Um torcedor do Hapoel invadiu o gramado para agredir Zahavi. Os dois começaram a brigar. Por causa disso, o jogador foi expulso pelo árbitro.

Irritado, Zahavi se recusou a sair de campo. O gerente geral do Maccabi, Jordi Cruijff, ameaçou abandonar o jogo com todos os jogadores.

A partida chegou a ser retomada, mas mais torcedores invadiram o campo e o árbitro foi obrigado a suspender o dérbi. O jogo estava 1 a 1 quando foi interrompido.

“Isto não é futebol, é uma atmosfera de guerra”, afirmou o gerente do Hapoel, Eyal Berkowitz.

“Eu acho tudo isso muito vergonhoso. Os torcedores vieram assistir a um jogo de futebol”, disse o treinador do Maccabi, Pako Ayestaran.

Crédito da foto: Reprodução de vídeo



Jornalista, formado na Metodista, com passagens pelo UOL, R7, Meia Hora e Diário do Grande ABC.