Lewis Hamilton vence e se torna bicampeão mundial de Fórmula 1

O inglês Lewis Hamilton é bicampeão mundial de Fórmula 1. O piloto da Mercedes fez uma corrida praticamente perfeita, sem erros e sustos, venceu o GP dos Emirados e conquistou o segundo título de sua carreira. O brasileiro Felipe Massa, da Williams, também teve uma prova memorável e chegou em segundo lugar. Candidato ao título, o alemão Nico Rosberg errou na largada, teve problemas com o carro e acabou chegando nas últimas posições.

LEIA MAIS
Relembre as decisões de títulos recentes mais emocionantes da F1

Rosberg largou na pole position após um treino fantástico no sábado, quando foi quase meio segundo mais rápido que Hamilton. Mas o início na corrida não foi nada bom. O piloto alemão não deu sequência à empolgação e largou extremamente mal, perdendo a liderança justamente para seu companheiro de equipe. A essa altura, Hamilton passou a determinar o ritmo da prova, mais tranquilo e com amplo favoritismo rumo ao título.

O desafio de Rosberg era não perder contato com o inglês. Mas, mais que isso, era o de torcer para que outro carro conseguisse acompanha-lo na perseguição a Hamilton. Para ser campeão, o alemão tinha que vencer o GP dos Emirados e torcer para que o inglês chegasse, no máximo, em terceiro lugar.

Felipe Massa foi outro piloto que largou muito bem e passou logo de cara o companheiro de Williams, Valtteri Bottas. Era no brasileiro, nas primeiras voltas, que morava a esperança de título para Rosberg. Se formava nesse momento um cenário irônico, já que Massa esteve em uma situação parecida contra o mesmo rival na disputa do título de 2008, quando o então piloto da Ferrari tinha que vencer e torcer para Hamilton ser o sexto no GP do Brasil. O brasileiro venceu, mas viu o inglês chegar em quinto lugar e levar a taça.

Após a primeira série de paradas, na 14ª volta, Hamilton liderava com pouco mais de dois segundos de diferença em relação a Rosberg. Massa, que liderou por algumas voltas após os pit stops das duas Mercedes, era o terceiro colocado, a cinco segundos de distância do inglês.

Na metade da corrida, Rosberg não conseguia mais lutar pela liderança. Hamilton abria sete segundos na ponta, enquanto Massa tirava diferença em relação ao alemão da Mercedes. O campeonato estava cada vez mais desenhado para a festa do bi mundial do piloto inglês.

Hamilton, mais seguro com as chances de título, rendia menos também. Felipe Massa conseguiu chegar a tirar 1s5 por volta, diminuindo a diferença para pouco mais de oito segundos. O inglês fez sua segunda parada na 32ª volta e conseguiu voltar colado em Rosberg, terceiro colocado, que ainda não tinha parado. Com um carro nitidamente melhor, Hamilton ultrapassou seu companheiro na primeira reta que teve no caminho.

Massa aproveitou as paradas da Mercedes para assumir a liderança por mais algumas voltas, até que o brasileiro da Williams teve que fazer sua segunda parada nos boxes. Enquanto isso, Rosberg se afundava na oitava colocação, uma posição que daria o título a Hamilton mesmo se o inglês abandonasse a prova e não marcasse pontos. Melhor que isso, o piloto da Mercedes liderava a corrida. Massa buscava tirar uma diferença de 10 segundos novamente.

Com um ritmo absolutamente conservador e a praticamente certeza do título, Hamilton virava as voltas mais lento que Massa. O piloto brasileiro abriu a 50ª volta com menos de seis segundos de distância em relação ao piloto da Mercedes. Rosberg, enquanto isso, perdia mais posições e era o nono colocado. Completamente sem condições, o alemão começou a abandonar na prática a prova, caindo cada vez mais posições. Faltando quatro voltas para o final, Lewis Hamilton se sagrou bicampeão do mundo.

Os minutos finais da temporada de 2014 tiveram ainda, como fator de emoção, a tentativa de aproximação de Felipe Massa. O brasileiro da Williams, depois de um ano cheio de problemas causados por falta de sorte e erros da equipe, conseguiu terminar o ano apertando até a última volta o campeão mundial e seu melhor carro, a Mercedes.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.