Opinião: O Santos foi a maior decepção do Campeonato Brasileiro

Faltam ainda duas rodadas para o final do Campeonato Brasileiro. No entanto já dá para dizer que o Santos foi a maior decepção do torneio. Dono de um dos elencos mais caros do país, o Peixe terminará o campeonato bem longe dos líderes.

LEIA MAIS
Santos x São Paulo: Assista ao gol da vitória tricolor
Compare o desempenho do seu time no turno e no returno do Brasileirão

Atingirá no máximo a oitava colocação se derrotar Botafogo e Vitória e contar com uma combinação de resultados. Hoje ocupa a modesta 11ª colocação, com 47 pontos, atrás dos modestos Sport e Atlético-PR. No returno, o Peixe tem a 14ª pior campanha, segundo o site Futdados.

Há sete rodadas, os comandados de Enderson Moreira não sentem o sabor da vitória. O último triunfo ocorreu em 19 de outubro contra o desesperado Palmeiras (3 a 1), no Pacaembu. Na rodada passada, de forma apática, o time foi superado pelos reservas do São Paulo (1 a 0), na Arena Pantanal.

Nem com o retorno do ídolo Robinho, o alvinegro emplacou. O melhor momento santista ocorreu após a vitória sobre o Palmeiras (2 a 0), na Vila Belmiro, em partida válida pela 10ª rodada. É bom dizer que Robinho ainda não havia acertado o seu retorno. Até então treinada por Oswaldo de Oliveira, a equipe atingiu a quinta colocação após o primeiro jogo do pós-Copa do Mundo.

O Santos iniciou a 19ª rodada com novo comandante. Enderson Moreira substituiu Oswaldo, que não resistiu à derrota para o Botafogo (1 a 0). Ao meu ver foi uma decisão precipitada da diretoria. No início, o ex-gremista deu a impressão que colocaria a equipe nos eixos, porém, aos poucos, vieram os tropeços e não há a garantia de que o treinador vai permanecer em 2015. Há eleições presidenciais em dezembro.

Esperava muito mais desse Santos, sobretudo após a boa impressão deixada no início da temporada, quando mostrou ótimo futebol no Campeonato Paulista. Só negou fogo na decisão contra o Ituano.

Para voltar a ser protagonista, o Peixe precisará reforçar o seu elenco em 2015. Há bons jogadores oriundos das categorias de base, porém, só os meninos não seguram o rojão.

Há a necessidade da chegada de jogadores mais rodados. Edu Dracena precisa de um novo parceiro de zaga. Neto, Bruno Uvini e David Luiz mostraram deficiências. O Peixe não tem um bom reserva para Lucas Lima, um dos poucos destaques no campeonato.

O centroavante Leandro Damião, a contratação mais cara da história do futebol, se tornou um grande mico na Vila Belmiro e em nenhum momento justificou o forte investimento. Seria bom para ambas as partes se surgisse uma proposta de algum clube do exterior pelo jogador, porém, dificilmente, o Peixe vai recuperar os R$ 42 milhões investidos no ex-colorado.

A única alegria que resta ao santista em 2014 é a possibilidade de vencer e rebaixar o Botafogo, no próximo domingo, na Vila Belmiro. Muitos santistas não nutrem nenhuma simpatia aos cariocas e até hoje não digeriram a decisão do Campeonato Brasileiro vencida pelo rival após gol mal anulado de Camanducaia no final do segundo tempo. Aquele tento não validado por Márcio Rezende de Freitas mudaria o destino da taça.



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)