Opinião: O São Paulo precisa acordar. O Morumbi já ficou para trás

Morumbi

Durante muitos anos o São Paulo foi o rei do futebol, não apenas por causa dos títulos do Campeonato Brasileiro, Mundial ou da Libertadores, mas sim porque sempre abusou de erguer seu maior troféu perante os rivais: o estádio Cícero Pompeu de Toledo, também conhecido como Morumbi.

LEIA MAIS
Rogério Ceni admite ter filho de dois anos de relação extraconjugal
Camisa especial da aposentadoria de Rogério Ceni vaza na internet

Inaugurado em 1960 o estádio já passou por diversas reformas até chegar ao que é e ao que oferece hoje:Restaurantes, livraria, megaloja da Penalty, memorial, camarotes e uma belíssima estrutura para shows e eventos.

O Morumbi já recebeu jogos da Seleção Brasileira, a visita do Papa João Paulo II e shows de grandes artistas como Paul McCartney, U2, Queen, Madonna, Michael Jackson, Justin Bieber entre tantos outros. Foi com no Morumbi também que o São Paulo se renasceu para o futebol.

Mas o futebol é presente, não se vive de passado. Desde que o Brasil foi escolhido como sede da Copa do Mundo (realizada neste ano) muita coisa mudou e depois de muitas brigas para definir o representante da Copa no Estado de São Paulo, o Morumbi ficou pra trás. Hoje após as inaugurações da Arena Corinthians e do Allianz Parque, a maestria e soberania do Cícero Pompeu de Toledo acabou.

A arena do rival Corinthians foi apresentada para o mundo inteiro quando grandes craques da Copa do Mundo puderam desfilar seus talentos. Com uma arquitetura e estrutura mais moderna, além da cobertura, o “Itaquerão” já superou o Morumbi, assim como o Allianz Parque, nova casa palmeirense.

Inaugurada recentemente, o Allianz já é considerada a arena multiuso mais moderna da América Latina e uma das melhores do mundo e promete tirar muitos shows do estádio são-paulino. Empresários já estudam a realização de outros eventos como NBA e UFC, além da iminente possibilidade da arena receber amistosos internacionais.

Não é apenas uma questão de clubismo. O Morumbi é um templo sagrado do futebol e precisa de se adequar aos grandes e magníficos estádios que o Brasil tem hoje como, Maracanã, Mineirão, Arena das Dunas, Beira-Rio entre outras. O São Paulo é grande e não pode ficar pra trás, principalmente, no que diz respeito a estádio.