Opinião: Vacilos contra o líder Cruzeiro custaram caro ao Grêmio

Grêmio

O Grêmio vinha de seis jogos sem derrota. E tudo levava a crer que ampliaria a sequência na noite da última quinta-feira contra o líder Cruzeiro, que pensando no jogo de volta pela final da Copa do Brasil contra o arquirrival Atlético na próxima quarta-feira.

LEIA MAIS
Relembre jogadores com passagens por Grêmio e Cruzeiro

Com o Cruzeiro poupando alguns titulares, o Grêmio veio forte marcação e intenso movimentação do ataque, fez um ótimo primeiro tempo e abriu o placar com o volante Riveros. Na etapa final vacilou demais e cedeu a virada por 2 a 1.

O adversário gremista esteve irreconhecível nos 45 minutos iniciais. Errou muitos passes e levou pouco perigo ao gol de Marcelo Grohe. Não teria sido nenhum absurdo se os anfitriões tivessem feito mais gols e assim praticamente tendo liquidado a fatura.

O Cruzeiro acordou na etapa final, mostrou por que é o melhor time brasileiro na atualidade e conseguiu a virada com Ricardo Goulart e Éverton Ribeiro. Os gaúchos não foram nem sombra daquele time vibrante da etapa inicial. É bem verdade que tiveram grande chance para desempatar. De frente para o gol, Barcos finalizou para defesa espetacular do goleiro Fábio.

Dessa vez, o técnico Luiz Felipe Scolari não foi bem nas substituições. Mesmo com o seu time atrás no placar desde os 30 minutos do segundo tempo, mostrou falta de ousadia. Sacou o volante Riveros e os atacantes Luan e Barcos e promoveu, respectivamente, as entradas dos meias Alan Ruiz e Giuliano e do atacante Lucas Coelho. As substituições não surtiram efeito.

A derrota de virada foi péssima para o Grêmio, que saiu do G-4, ocupando a sexta posição, com 60 pontos ganhos. No próximo domingo, a equipe tem o confronto direto contra o Corinthians, em São Paulo.

Se sofrer novo revés, ficará seis pontos atrás do adversário e observará o pelotão de elite cada vez mais distante. O zagueiro Pedro Geromel e o lateral-direito Pará levaram o terceiro cartão amarelo e são desfalques confirmados. Nos minutos finais do jogo, o atacante Barcos sentiu dores musculares e foi substituído. Portanto, a sua presença contra o Timão é incerta. Pelo visto, Felipão terá muito trabalho para recuperar o time…



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)