Opinião: Vitória de Paulo Nobre é a derrota do futebol no Palmeiras

Palmeiras
Divulgação

Paulo Nobre está reeleito como presidente do Palmeiras por mais dois anos. Perde o futebol do Palmeiras, que agora terá que conviver mais um biênio com nomes como Felipe Menezes, Juninho, contratações de baixo nível e conformismo com o papel de time pequeno só em nome da “austeridade financeira”. Mas vence o clube social, pelo visto. As melhorias que os sócios com quem conversei apontaram são todas fruto do acordo com a WTorre, mas Nobre levou o crédito.

LEIA MAIS
Paulo Nobre é REELEITO presidente do Palmeiras

O recado foi claro: muita gente no Palmeiras não se preocupa com o futebol. Vence a ala de Mustafá Contursi, que nunca teve muita vergonha de ser rotulado como defensor do clube social em detrimento do futebol. A política do “bom e barato” é coisa dele. Nobre disse várias vezes ser contra essa marca, mas foi o que ele colocou em prática. Claro, sem ser “bom”, nem “barato”.

LEIA MAIS
Opinião: O Palmeiras tem história, torcida e estádio. Só falta um time

Apesar de tudo, o momento é de se posicionar. O torcedor precisa continuar aderindo ao Sócio Avanti, ir ao estádio, comparecer a todos os jogos. Tudo isso para que o Palmeiras tenha sempre o incentivo de seu maior patrimônio, a torcida. E também para que ela esteja presente até nos piores momentos para vaiar, criticar e xingar, para que a diretoria reeleita saiba as bobagens que fez nos últimos dois anos.

Desejo, de coração, que Nobre faça uma autocrítica e mude suas atitudes. O Palmeiras é muito maior que as disputas eleitorais que tomaram conta dele nos últimos 30 dias. A torcida é sempre pelo melhor. Temos que ir com Nobre? Temos, então vamos e boa sorte a ele. Precisamos voltar a ser um time grande. Que seja respeitada a vontade das urnas, mas que a torcida faça a pressão em defesa do futebol, que foi deixado de lado pelos sócios neste sábado.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.